Infográfico

8 cuidados essenciais ao comprar um apartamento na planta

Vai comprar um apartamento na planta? Então, veja neste infográfico 8 dicas para realizar uma aquisição segura.

Cuidados Essenciais Ao Comprar Um Apartamento Na Planta

Comprar um apartamento na planta pode ser um ótimo negócio para quem está cogitando investir em um imóvel. As instalações novas e modernas e os descontos na venda garantem um alto potencial de valorização.

No entanto, esse tipo de compra exige cuidados e atenção redobrada, especialmente com a construtora, para evitar surpresas desagradáveis, como atraso nas obras, pós-atendimento ruim e não cumprimento dos acordos firmados no momento da contratação.

Quer saber mais? Continue lendo e confira 8 dicas para comprar um apartamento na planta com segurança, e usufruir do seu imóvel com tranquilidade.

8 cuidados ao comprar um apartamento na planta

1. Analise as suas necessidades

O primeiro passo para acertar na hora de escolher o apartamento que você deseja comprar é ter clareza sobre as suas necessidades e da sua família. Quantas pessoas vão morar no local? Qual é a idade delas? Como são os hábitos desses futuros moradores?

Em seguida, anote tudo em um caderno para acessar posteriormente, pois essas informações vão fazer muita diferença na hora de analisar os serviços que o condomínio oferece e de entender se aquele bairro está adequado ao seu estilo de vida.

Se o intuito é disponibilizar o local para aluguel ou revenda, também é importante pontuar quais são as vantagens que o apartamento e a região oferecem, pois elas serão um diferencial para fechar o negócio.

2. Compare as opções disponíveis no mercado

Outro cuidado importante é pesquisar na Internet ou conversar com amigos e conhecidos sobre os novos empreendimentos que estão sendo lançados na sua cidade para que você não aplique o dinheiro de forma equivocada.

A partir das características que são prioritárias para você, como vagas na garagem, área de lazer, quantidade de quartos etc., marque os apartamentos que você mais gostou. Evite erros na hora de escolher o seu imóvel.

É interessante, também, montar uma tabela em que constem informações como tamanho, preço do metro quadrado, região, possibilidade de valorização, condições de pagamento, construtora, entre outros.

3. Consulte o histórico da construtora

Ao fazer a tabela, guarde um espaço especial para anotar informações referentes às construtoras, como imagem no mercado local e nacional, atendimento pós-venda e atrasos nas entregas. Compare as informações para se prevenir de possíveis fraudes e problemas na entrega do imóvel!

Acompanhe notícias a respeito delas, visite os sites e verifique o histórico. Não esqueça de ver as redes sociais, não só as postagens, mas principalmente os comentários, pois eles indicarão como ela atende os clientes no pós-compra e também se há reclamações.

Outros sites, como o Reclame Aqui, também são ótimos para quem está tentando entender como está verdadeiramente a satisfação dos clientes em relação a uma empresa. Além do mais, se você conhecer pessoas que adquiriram outros apartamentos na planta dessa construtora, entre em contato, cheque se há problemas nas instalações e se a estrutura entregue foi a prometida.

Se você tiver disponibilidade e tempo para analisar mais a fundo, também vale conferir a seguradora ou o banco responsável pela obra.

4. Verifique o prazo de entrega

No contrato feito pela construtora estão descritos prazos importantes, como o de entrega, bem como eventual tolerância ou carência para atraso na entrega da obra, que costuma ter o limite de 180 dias após o prazo divulgado inicialmente.

Lá devem constar também informações como penalidades e multas em caso de desistência do cliente ou da construtora, garantia contra defeitos de segurança, os prazos para conserto de defeitos na obra ou troca de material de má qualidade.

Evite correr riscos, leia o contrato com atenção e verifique se as regras e prazos são os mesmos que foram negociadas anteriormente e se estão de acordo com as suas necessidades e expectativas.

Só assine quando tiver certeza de que o imóvel lhe contempla e que há garantias de proteção para você. Inclusive porque a nova Lei dos Distratos está mais severa para o comprador que desiste do negócio antes de terminar de pagar.

Conheça seus direitos, pois caso a construtora não cumpra o prazo de entrega ou não finalize a obra, você pode requerer o seu dinheiro de volta na justiça.

5. Peça cópia de todos os documentos

Quando falamos “todos os documentos”, estamos falando sério. Todo e qualquer documento que chegar às suas mãos na ocasião da compra do apartamento na planta deve ser guardado. Isso serve, inclusive, para anúncios e outras formas de publicidade atreladas à construtora.

Peça cópias do registro do imóvel na prefeitura, memorial descritivo da obra e construções de impacto no entorno. Eles devem conter informações acerca dos materiais usados, o cálculo da área do imóvel e o documento que prova que o terreno pertence à construtora.

Ter esses documentos em mãos pode ser decisivo na hora de comprovar o tipo de negociação que foi feita com a construtora, no caso de algum entrave.

6. Fique atento para não pagar taxas indevidas

Uma dessas taxas que corriqueiramente é cobrada de forma indevida e lesa clientes desavisados é a SATI (Serviço de Assessoria Técnica Imobiliária). Em geral, a construtora cobra uma porcentagem do valor do imóvel e indica os advogados da própria empresa para o serviço.

No entanto, o correto é que a taxa SATI seja opcional, dessa forma o comprador pode contratar os profissionais de seu interesse, pelo preço que lhe convém.

Outra questão recorrente é a cobrança de taxa de condomínio ou IPTU antes da entrega das chaves. Isso é ilegal e você só deve arcar com esses custos a partir do momento em que o seu apartamento for entregue.

A taxa de corretagem é o terceiro exemplo que costuma causar bastante discussão. O Superior Tribunal de Justiça firmou decisão no sentido de validar tal cobrança quando ela ocorre de maneira clara ao consumidor. Em geral, as construtoras cobram 6% valor do apartamento na planta.

Por fim, fique de olho na taxa de anuência, que é uma multa indevida, cobrada a quem vende o imóvel antes da conclusão.

7. Visite a obra durante a execução

Não conte apenas com o que está no contrato, acompanhe a obra para verificar se anda tudo nos conformes. Fazendo o acompanhamento mês a mês é possível perceber se os prazos estão sendo cumpridos e se os materiais utilizados são os acordados.

8. Faça vistoria ao receber as chaves

A vistoria é muito importante para que você possa checar se tudo o que foi contratado está lá, como o revestimento, a estrutura, o tamanho dos quartos, a pintura, as pias, as janelas, as portas, a estrutura elétrica e hidráulica, entre outros. Essa é a hora de reportar possíveis defeitos na obra para a construtora!

Isso serve tanto para a área privativa, o seu apartamento, quanto para a área comum do condomínio.

Vantagens de comprar um apartamento na planta

Depois de conhecer os cuidados necessários para adquirir um apartamento na planta, você deve estar se perguntando se é mesmo vantajoso comprar esse tipo de imóvel. Confira abaixo algumas vantagens desse investimento!

Estruturas novas e modernas

Por serem imóveis novos, as instalações hidráulica e elétrica têm tecnologia recente. Além disso, alguns empreendimentos têm paredes removíveis, o que facilita no caso de reformas e diminui a quantidade de reparos necessários nos anos seguintes.

Decoração

O tempo de espera pode ser uma ótima oportunidade para pensar calmamente nos objetos de decoração da casa, inclusive encontrando preços melhores. Além disso, você pode planejar a mudança com calma.

Área de lazer

Os condomínios novos costumam ter muitas possibilidades para diversão da família: quadras, piscinas, churrasqueira, sala de jogos, salão de festas e academia.

Desvantagens de comprar um apartamento na planta

Como tudo tem dois lados, é importante estar ciente e verificar as desvantagens desse tipo de compra para evitar dores de cabeça. Afinal, o sonho da sua família deve ser bem pensado e planejado.

Falência da construtora

Não é o esperado, claro, mas é possível. Caso isso aconteça, o comprador pode ter perda total ou parcial do valor investido.

Ansiedade

Para algumas pessoas, a ansiedade pela entrega do apartamento pode ser um fator a mais para lidar no dia a dia.

Entrega das chaves

Algumas construtoras acabam atrasando a obra muito mais do que está previsto em contrato, o que pode atrapalhar seu o planejamento financeiro.

Apartamento diferente do contratado

Na planta e nos decorados disponíveis nas corretoras é tudo preparado com muito cuidado para atrair o comprador, mas na hora de entregar a obra, pode ser que a construtora não cumpra o combinado. Fique atento a esse ponto!

A importância de se planejar para realizar sonhos

Para adquirir o seu apartamento na planta é necessário fazer um planejamento financeiro detalhado — o seu orçamento doméstico precisa estar na ponta do lápis! Ele é essencial para que você tenha clareza do dinheiro que dispõe e de como gostaria de aplicá-lo. Para não cair no ciclo de juros de empréstimos e contrair dívidas desnecessárias, esteja muito atento às possibilidades disponíveis no mercado para comprar o seu apartamento na planta.

O consórcio, por exemplo, é uma opção em que o parcelamento pode ser feito integralmente, sem juros — você paga apenas uma taxa administrativa, que geralmente tem um valor bem mais acessível se comparado com outras formas de pagamento parcelado. Ele é ótimo para quem está se planejando e tem tempo para esperar a contemplação da carta de crédito.

Agora que você já entendeu as vantagens de comprar na planta e os cuidados que precisa tomar, continue sua jornada e veja mais dicas sobre como utilizar o consórcio para comprar um apartamento na planta!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.