O que é um consórcio e como funciona? Aprenda agora!

Entenda o que é um consórcio e como ele pode auxiliar você a realizar suas conquistas lendo esse artigo!
  • Atualizado em December 21, 2021
  • Publicado em March 20, 2019
  • Consórcio

Você sabia que alcançar os seus objetivos começam com o primeiro passo na direção certa? Seja adquirir um carro, seja comprar o primeiro imóvel, é preciso planejamento. Nós entendemos que esse é um grande desafio, mas existem alternativas que ajudam a chegar ao seu objetivo mais rápido. Estamos falando de um produto financeiro muito conhecido.

Você já deve ter ouvido falar e tem uma ideia de como funciona um consórcio e quais são os benefícios dessa modalidade. Esse é um conteúdo elaborado para quem já sabe o que quer e tem um plano de como conquistar os sonhos.

Estamos falando de um serviço que ajuda a conquistar bens, projetos e até mesmo a liberdade financeira. Esse é o nosso desejo para a sua vida, porém, antes de tudo, você precisa entender o que é um consórcio e como ele pode ajudar a atingir seus objetivos!

É importante saber disso para decidir um fator essencial quando se pensa na realização de sonhos materiais: a melhor forma de pagar por eles. Essa escolha faz toda a diferença na administração das suas finanças. Felizmente, existem alternativas bastante equilibradas para adquirir bens sem descuidar do seu dinheiro.

Quer saber como fazer isso? Confira este post para aprender o que é um consórcio e como ele ajudar você a construir um patrimônio!

Afinal, o que é consórcio?

O consórcio é uma modalidade de aquisição, baseada na união de pessoas que têm o objetivo comum de adquirir um bem ou serviço. Mensalmente, todos os integrantes contribuem com um valor determinado, formando uma poupança comum a todos.

Até o fim do período estipulado em contrato, todos têm acesso à sua carta de crédito e podem adquirir o bem desejado. Caso queira aumentar as chances de contemplação, existe a possibilidade de ofertar um lance, que nada mais é que um valor oferecido pelo participante como antecipação de parcelas do consórcio.

É possível planejar diversos tipos de aquisição, pois existem consórcios para bens móveis — como carros, motos e caminhões —, imóveis — casas, apartamentos e prédios comerciais — e até serviços — viagens e tratamentos estéticos.

O consórcio é organizado por empresas, chamadas de administradoras e o funcionamento delas é fiscalizado pelo Banco Central do Brasil. Como é isso que garante a segurança das suas transações, é muito importante checar a lista no site dessa instituição fiscalizadora antes de começar a investir.

Qual é a origem do consórcio no Brasil?

Você sabia que o consórcio é uma inovação brasileira? Esse é um produto financeiro que foi criado em 1961 pelo Banco do Brasil. Nessa época, Brasília estava em pleno crescimento e as famílias que chegavam precisavam de apoio para construir a sua trajetória na nova cidade.

O processo era bastante informal, nos grupos montados cada participante contribuía mensalmente e selecionavam, por meio de sorteio, quem receberia o valor acumulado. Na década de 60, um carro era essencial para garantir a locomoção de grandes de distâncias e o transporte público ainda era carente, portanto, o principal objetivo das famílias era adquirir o próprio carro.

Dez anos depois, em 1971, o processo foi regulamentado e as empresas que atuam no ramo precisam ter o seu funcionamento autorizado previamente pela Receita Federal. Essa mudança tornou o processo mais seguro e confiável.

Somente no ano de 1991 é que o Banco Central (BACEN) assumiu a responsabilidade pela regulamentação e fiscalização das administradoras de consórcio. A principal mudança ficou por conta da criação do lance.

Em julho de 2021, o número de participantes ativos ultrapassou a impressionante marca 8 milhões de contratos de pessoas e famílias que confiam no consórcio. Essa informação foi divulgada após um estudo conduzido pela Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac).

Como funciona um consórcio na prática?

Agora você já sabe o que é um consórcio, mas para adquirir um, primeiramente, é preciso conhecer todos os detalhes do seu funcionamento. Conquistar o seu bem tão sonhado é um processo que requer tempo e planejamento. Por isso, é importante conhecer como funciona a aquisição de um consórcio, quais são as regras e quais são os seus direitos como consorciado. Confira nos tópicos a seguir os principais aspectos envolvidos nessa transação.

Administradora do consórcio

A administradora é uma pessoa jurídica autorizada a gerenciar os grupos de consórcio e comercializar consórcios que devem disponibilizar as regras sobre:

  • prazo de duração estabelecido;
  • número de cotas negociadas;
  • tipo de bem a ser adquirido;
  • as condições de sorteio e lance;
  • valor a ser pago pelo consorciado.

Além disso, cada administradora de consórcio oferece uma gama de produtos, o que significa que o cliente pode escolher entre diferentes valores de créditos, parcelas e prazos de pagamento.

Essa liberdade de escolha oferece a você o conforto de poder optar pelo plano que é compatível com as suas possibilidades financeiras. Depois de decidir a melhor opção e assinar o contrato, você se torna um consorciado e passa a ser identificado pelo número da sua cota no grupo.

Cota

Uma cota de consórcio basicamente é a parte que cada participante detém na formação do saldo do grupo que participa. É ela que garante o direito de participação nas assembleias realizadas mensalmente pela administradora. No momento da constituição do grupo de consórcio, cada cota recebe uma numeração individual que será sua identificação entre os demais participantes.

Sendo assim, isso inclui:

  • todo o histórico de seus pagamentos;
  • plano escolhido e as participações que ficam vinculados a essa numeração.

Sorteio e lance

O sorteio contempla de forma aleatória um ou mais participantes do grupo, conforme o valor total disponível em caixa, para ter acesso à carta de crédito com o montante correspondente ao plano contratado. Até o fim do grupo, todos os consorciados serão contemplados para adquirir o bem ou serviço; o sorteio serve, então, apenas para definir a ordem de recebimento.

Outra forma de contemplação é o lance, que é semelhante à antecipação de parcelas: em uma espécie de leilão, o consorciado oferece o maior número de parcelas que consegue antecipar, aumentando suas chances de ser contemplado, durante as assembleias mensais.

O lance ocorre após os sorteios. As ofertas devem ser enviadas com um determinado tempo de antecedência do realização da Assembleia, informando a quantidade de parcelas a antecipar ou o percentual da carta de crédito a ser ofertado. Cada administradora pode estipular um período diferente para a oferta do lance, por isso é importante verificar qual o processo adotado.

Contemplação

A contemplação é o principal objetivo de um consórcio, uma vez que é por meio dela que o consorciado tem acesso à carta de crédito, a qual possibilita a aquisição do bem ou serviço.

É importante ressaltar que, para ter acesso efetivo à carta de crédito, o consorciado precisa atentar aos detalhes do processo que se inicia após a contemplação. O participante deve cumprir com algumas obrigações básicas antes de ter acesso à carta de crédito.

Quais são as 4 maiores vantagens de um consórcio?

Você já sabe o que é um consórcio e como ele funciona, mas não decidiu ainda se deve optar por um? Para esclarecer de uma vez por todas essa dúvida, reunimos aqui os seus principais benefícios. Leia com atenção e veja como eles podem ajudar você a realizar seus sonhos de maneira programada e sem dívidas.

1. Não tem juros

Essa é, com certeza, uma das maiores vantagens de fazer um consórcio. Afinal, que tal realizar um sonho, como comprar o primeiro carro ou imóvel e aumentar o patrimônio sem perder a organização financeira, endividar-se ou pagar juros abusivos? Nada mal, concorda?

Com o consórcio isso é possível, afinal, o que existe é a taxa de administração, ela é um percentual da carta de crédito, prefixada em contrato e diluída ao longo do prazo do plano. Essa taxa tem um valor bem mais acessível se comparado a outras modalidades de aquisição.

2. Promove planejamento financeiro

Uma das grandes vantagens do consórcio é realizar a compra de uma maneira programada, se planejando conforme suas possibilidades financeiras. Existem várias opções de planos, em que você pode escolher o valor da sua carta de crédito de acordo com o bem que deseja adquirir.

Você também pode escolher o valor de parcela e o prazo que melhor se adequem à sua realidade. Assim, é possível adquirir o bem que deseja sem comprometer o seu orçamento doméstico.

O consórcio também pode ajudar a poupar dinheiro. Se esse for o seu objetivo, basta realizar o pagamento das parcelas e optar por não participar dos sorteios ou da oferta de lances, tendo acesso ao valor investido no encerramento do plano.

Assim, você faz um investimento de longa duração, a fim de usar o montante para ter uma aposentadoria tranquila, obter um patrimônio, investir em outro ativo ou presentear os filhos com um bem de alto valor, como um automóvel, um imóvel, um terreno ou a faculdade, por exemplo.

Logo, o consórcio é a alternativa ideal para quem está organizando as finanças e não pretende desequilibrar todo o orçamento para adquirir um bem.

3. Favorece a negociação com valor à vista

Seria um sonho pagar um produto parcelado e, ainda assim, poder negociar com o vendedor como se tivesse todo o dinheiro de uma vez? É isso que acontece em um consórcio. Você paga o valor dividido, mas quando é contemplado recebe a carta de crédito com o valor total.

Tendo essa mesma flexibilidade do pagamento à vista, é possível conseguir bons descontos com o proprietário do bem ou o vendedor. E não se preocupe! Pagando menos no produto, esse dinheiro não vai ser perdido. Isso porque você pode utilizar até 10% da carta de crédito para outros custos, como reformar a casa, ou ainda pode quitar parcelas restantes do consórcio com esse valor.

4. É uma opção de investimento

Quer mais benefícios? O consórcio é considerado uma forma de investir para o futuro. Se você sempre teve esse objetivo, mas enfrenta dificuldades para organizar o seu consumo e reservar uma parte do salário, ele pode ser a solução.

Como as parcelas são pagas mensalmente e o dinheiro fica sob responsabilidade da administradora do consórcio, ele funciona como uma poupança obrigatória. Isso torna muito mais fácil a realização de sonhos.

Além de sua flexibilidade, outro ponto positivo do consórcio é que ele é considerado um investimento de baixo risco e muito seguro, uma vez que todos os processos são fiscalizados pelo Banco Central do Brasil.

Ficou interessado no consórcio, mas ainda tem algumas dúvidas a respeito? Não se preocupe! Leia agora mesmo o infográfico com as principais dúvidas sobre o consórcio e continue se informando!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
monetization_on
Consórcio

Guia prático: entenda como funciona o lance de consórcio

monetization_on
Consórcio

Entenda se entrar em um consórcio em andamento é uma boa alternativa

monetization_on
Consórcio

Saiba o que é alienação de bens e quando ocorre nos consórcios!