Onde investir na crise? Veja 4 recomendações válidas!

Entenda como a crise afeta os investimentos e veja como escolher as melhores alternativas para o seu bolso.
  • Atualizado em October 18, 2022
  • Publicado em October 18, 2022
  • Planejamento Financeiro

Momentos de turbulência na economia geram insegurança mesmo entre quem tem mais experiência para decidir cada etapa do seu planejamento financeiro. Isso inclui escolher as melhores opções de onde investir na crise.

Pensando nisso, preparamos este artigo para mostrar como o cenário atual afeta os principais investimentos. Além disso, vamos indicar algumas opções de investimentos e o que você deve considerar em cenários de incerteza financeira. Boa leitura!

O que move o mundo dos investimentos?

Ainda que a economia se recupere gradualmente, até o momento, os brasileiros conviveram boa parte do ano de 2022 em um cenário econômico onde o que mais chamou a atenção foi a alta dos preços. A inflação permaneceu acima dos 10% ao ano ao longo de praticamente todo esse período e é só nesse segundo semestre do ano que há expectativa de que isso reflua lentamente.

A explicação para a disparada no custo de vida envolve desde os impactos da pandemia até os reflexos do conflito na Europa, que fez com que o custo da energia disparasse em todo o mundo. Com a inflação ameaçando sair do controle, os juros foram elevados. Essa reação, ao mesmo tempo que encarece o acesso ao crédito, deixa alguns investimentos mais interessantes.

Vale a pena investir na crise?

Tudo isso, claro, dificulta prever como serão os próximos anos (ou mesmo meses). Vivemos o que os especialistas chamam de um período de alta volatilidade, onde o que é vantajoso hoje nem sempre continua sendo interessante amanhã.

Tal contexto exige que o investidor, seja ele experiente, seja ele um iniciante dando os primeiros passos, navegue com calma entre as opções disponíveis para o seu dinheiro.

Isso não significa que não há boas oportunidades para investir com segurança e interessantes possibilidades de retorno, conforme abordaremos nos tópicos a seguir.

Onde investir na crise?

Embora seja impossível oferecer certeza sobre as possibilidades de retorno em qualquer opção de aplicação financeira, com paciência e bastante estudo é possível encontrar opções interessantes mesmo nesse momento de instabilidade. A seguir, veja onde investir em 2022.

1. Renda fixa

Para quem procura um investimento para proteger o seu dinheiro e até mesmo ser utilizado como uma reserva de emergência a qualquer momento, as opções de renda fixa merecem destaque. Principalmente em contexto de juros e inflação altos, esse é um aspecto que beneficia a rentabilidade de algumas aplicações dessa categoria.

Para reforçar, os investimentos em renda fixa são aqueles onde o investidor sabe exatamente qual será o seu retorno no momento da aplicação. É comum que a rentabilidade seja calculada com base em indicadores como juros e inflação.

Em todo caso, títulos do tesouro direito e certificados de depósito bancário (CDBs) são as opções de renda fixa mais populares. Considerar as alternativas atreladas à inflação pode ajudar na manutenção do poder de compra, mas avalie sempre os prazos de resgate, priorizando sempre intervalos menores se houver perspectiva de saque do dinheiro.

2. Fundos de investimento

Quem procura opções de investimento um pouco mais elaboradas e diversificadas, mas não tem muita experiência no assunto, os fundos podem ser alternativas interessantes. Eles reúnem investidores que, sob a condução de um administrador, aplica os recursos reunidos de acordo com a abordagem daquele fundo.

Dessa forma, existem fundos de renda fixa, de imóveis, de ações, entre outros. Vale sempre ficar de olho na forma como o fundo é gerido, os riscos de cada opção, bem como os custos desse tipo de investimento.

3. Ações

Momentos de instabilidade e de receio generalizado no mercado podem gerar boas oportunidades para quem quer ou já investe em ações negociadas na bolsa de valores. Muitos papéis ficam com preços em patamares bastante reduzidos.

Mas assim como outras opções de renda variável, aplicar em ações exige um conhecimento aprofundado sobre o mercado, pouca aversão ao risco e, em muitos casos, sangue frio para lidar com o sobe e desce das cotações.

4. Consórcios

Os consórcios, por sua vez, são uma ótima opção para quem procura estabilidade e segurança para ampliar seu patrimônio, reforçando essa alternativa como uma excelente alternativa para investidores com diferentes perfis.

Vários motivos reforçam como essa é uma opção de investimento que deve ser considerada, inclusive em momentos de crise. Entre os principais, podemos citar:

  • consórcios não têm juros, apenas a taxa de administração;
  • não exigem valor de entrada;
  • ajudam na manutenção do poder de compra;
  • parcela 100% o valor do bem.

Além disso, o contemplado com a carta de crédito tem os benefícios de fazer uma aquisição à vista e poder complementar os valores com recursos próprios ou com o FGTS, no caso da compra de um imóvel.

Por fim, essa forma de investimento fortalece o planejamento, a disciplina e a educação financeira graças aos valores destinados à formação de uma reserva com o pagamento das parcelas.

O que considerar para escolher onde investir?

Agora que você já conhece algumas opções interessantes de onde investir nesse período de crise, vale repassar algumas dicas do que considerar antes de dedicar os seus recursos a qualquer alternativa de aplicação.

O primeiro passo é avaliar sua situação financeira de momento. Se o período de crise afetou sua renda e bagunçou seu orçamento, vale dar um passo atrás e colocar as coisas em ordem. Isso inclui, por exemplo, equacionar dívidas. Em seguida, avalie quais seus objetivos e o quanto você pode destinar aos investimentos.

Em paralelo a essa avaliação, é fundamental conhecer mais sobre seu perfil de investimento. Isso envolve, sobretudo, entender melhor sua forma de lidar com os riscos, presentes em maior ou menor grau em todo o investimento.

Assim, se você tem menor tolerância a perder dinheiro ou a oscilações de cotações de uma aplicação, investir em criptomoedas talvez não seja a melhor opção. No sentido oposto, quem é mais arrojado pode explorar opções um pouco mais arriscadas, que tendem a oferecer retornos melhores.

Como você pôde verificar, ter dúvidas sobre onde investir na crise é natural: momentos como esse geram receio e incertezas a respeito da melhor forma de lidar com cada centavo disponível, seja para fazer frente aos desafios do dia a dia, seja para pensar em um futuro mais tranquilo.

Por isso, nunca se esqueça de respirar fundo e avaliar cada variável antes de tomar uma decisão de investimento. Além disso, considere a opção de ganhar dinheiro com consórcio.

Para ajudá-lo nessa missão, preparamos um e-book com um guia completo do planejamento financeiro. Ele pode ser baixado gratuitamente no nosso site.
cta-guia-do-planejamento-financeiro-para-ter-sucesso
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
attach_money
Planejamento Financeiro

Mudanças no FGTS 2024: tire as dúvidas sobre as novas regras!

attach_money
Planejamento Financeiro

Conheça os melhores destinos para viajar no Brasil em 2024

attach_money
Planejamento Financeiro

Passo a passo para declarar Imposto de Renda em 2024 + dicas