Meu Primeiro Carro

Motos 2019: veja os melhores modelos para comprar e como fazer isso

Ainda na dúvida sobre qual moto escolher? Confira quais são os melhores modelos para comprar em 2019!

O cenário está positivo para quem gosta de motos. Para você ter uma ideia, uma pesquisa realizada pela Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) indicou que o setor teve um crescimento de 14,6% em 2018. E a expectativa é de melhora.

Você pretende realizar o sonho de comprar uma moto em 2019? Então vai precisar levar em consideração ao menos seu estilo de vida e a usabilidade que pretende dar para o veículo. Pela ampla variedade oferecida no mercado, essa é a melhor maneira para acertar na decisão do modelo.

Pensando nisso, elaboramos este post para tirar suas dúvidas sobre os melhores modelos de motos 2019 e o que levar em conta na hora da compra. Confira!

Aprenda a diferenciar os modelos

Os modelos disponíveis no mercado estão divididos em 12 categorias. Falaremos sobre as principais nos tópicos a seguir.

Scooter ou Cub

São as motonetas com motores de 50 a 150 cilindradas. A identificação visual é simples, já que o piloto vai sentado em vez de montado. Um modelo bastante popular é a Honda Biz.

City ou Street

Com motores de baixa cilindrada, entre 100 e 150, atingem até 160 quilômetros por hora, sendo ideais para uso nas cidades. Essa categoria é a que mais vende no Brasil, com destaque para a linha CG, da Honda.

Trail ou Fun

Podem ser usadas tanto para estrada quanto para a cidade. São motos mais leves, com para-lamas mais altos. Em 2018, o modelo Honda NXR 160 foi o mais vendido, de acordo com pesquisa divulgada pela Fenabrave.

Naked ou Rodster

São motos maiores, sem carenagem e de cilindrada média ou alta, mas que podem ser usadas no cotidiano.

Conheça as diferenças entre as motos 2019

Agora que você tem ao menos uma ideia dos principais tipos e entende a usabilidade de cada um, chegou o momento de escolher sua moto 2019. Leve em consideração que boa parte dos modelos disponíveis está no mercado há bastante tempo, mas as linhas estão em constante aperfeiçoamento, com lançamentos anuais ou bianuais que trazem pequenas alterações no design e no motor. Não tem segredo: defina suas necessidades antes de fazer qualquer escolha.

Nos próximos tópicos, citaremos alguns exemplos que costumam fazer escola no mercado. Você vai conhecer:

1. Honda Biz;
2. Honda Pop 110i;
3. Honda CG 160;
4. Yamaha Crosser 150 Z ABS;
5. Yamaha Lander 250;
6. Kawasaki Ninja 300.

Vamos lá?

1. Honda Biz

Essa motoneta é uma das queridinhas entre os que estão fazendo sua primeira aquisição. Como é uma Cub, o piloto não monta como em outras motos, mas se senta para dirigir, mantendo os pés próximos ao chão. Para quem está começando ou ainda não tem segurança, é uma ótima opção.

Se comparada a outras motos, a Honda Biz é leve e o vão entre o assento e o guidão facilita o acesso de pessoas de baixa estatura. Fora isso, o preço acessível, a boa mecânica e o baixo consumo de combustível ajudam a colocá-la entre os modelos mais vendidos no Brasil.

2. Honda Pop 110i

O modelo, que foi lançado em 2007, é, hoje, um dos mais acessíveis da marca e vendeu 100 mil unidades em 2018, o quarto mais vendido do país. Entre as Cub está atrás, apenas, da Honda Biz, citada acima.

A Pop 110i passou por revisão recentemente e a nova versão chegou às lojas em janeiro de 2019 com mudanças na injeção eletrônica que garantem o máximo rendimento com menor consumo de combustível. Ela também está mais segura, com design mais refinado, e mais resistente.

Quanto ao design, as principais mudanças foram feitas em relação ao banco, que recebeu textura exclusiva, na cor vermelha, e mais confortável, aliando estilo e funcionalidade. O painel também recebeu atenção especial, com acréscimo de luzes indicadoras que facilitam a visualização da reserva do combustível.

No quesito segurança, a nova Pop 110i chegou com um sistema inovador que conta com freios CBS (Combined Brake System), cuja frenagem é distribuída em ambas as rodas de maneira equilibrada; e com um conjunto óptico mais robusto, que alia piscas melhores e lanterna traseira moderna, que ajuda na pilotagem durante a noite. 

3. Honda CG 160

Na categoria City, própria para uso cotidiano em centros urbanos, essa foi a moto mais vendida no Brasil em 2018. De acordo com dados do G1, foram pouco mais de 122 mil unidades só no primeiro semestre, tendo um total de mais de 253 mil vendas ao longo do ano.

A Honda CG 160 apresenta baixo custo de manutenção e também é considerada econômica. Atinge uma velocidade maior que a da Biz, mas não apresenta o assento baixo. O lançamento 2019 deste modelo, que teve uma revisão nos freios e na suspensão, está disponível em 4 versões, são eles Titan, Start, Fan e Cargo, a partir de R$8.432,00.

4. Yamaha Crosser 150 Z ABS

A nova versão da Crosser 150 Z ABS chegou ao mercado, em 2019, muito mais robusta e versátil, permitindo uso de gasolina ou etanol, com melhor desempenho e performance, sem perder sua característica de economia no consumo.

Ela possui um visual off-road e está apta a ser usada em terrenos diversos, inclusive trail, por conta do para-lama alto, dos protetores de suspensão dianteira e da própria suspensão em link, que ajuda a absorver o impacto. Os pneus on-off aguentam o tranco na hora de andar pela trilha.

Além disso, tem um sistema exclusivo de resfriamento do motor, que protege o modelo de problemas com superaquecimento; o painel e assento também foram revisionados e estão mais completos, oferecendo mais conforto e segurança.

As novidades não param por aí, a Crosser 150 também possui novos freios ABS de série, o que evita travamento na roda dianteira em frenagens bruscas.

5. Yamaha Lander 250

Uma verdadeira on-off, é uma moto mista que transita muito bem entre a trilha e o asfalto. Apresenta maior cilindrada, mais velocidade e responde melhor às dificuldades das estradas de terra. Além de imponente, a Lander 250 é uma moto moderna, confortável e com visual urbano.

Lançado em janeiro de 2019, o novo modelo possui freio ABS na frente, mudanças no guidão, na traseira e na carenagem, além de farol de LED. Está sendo vendida a R$16.990,00, em média.

Apesar da cilindrada maior, ela ainda é considerada uma moto econômica, porque apresenta um consumo estimado de 36 quilômetros por litro, na gasolina. É importante apenas levar em consideração que esse modelo pesa cerca de 10 quilos a mais que suas concorrentes, o que pode se tornar um ponto negativo.

6. Kawasaki Ninja 300

A montadora é conhecida por suas motos grandes, que transitam entre as categorias Naked e Esportiva. A linha Ninja tem opções de 300 e 400 cilindradas, o que permite alcançar velocidades maiores. Por ser mais robusta, ela também apresenta maior estabilidade.

Sem carenagem e com o guidão alto, esse modelo é extremamente confortável para o piloto. Mesmo em uma viagem um pouco mais longa, a Ninja 300 é agradável e segura. Ao mesmo tempo, pode ser utilizada tranquilamente no cotidiano.

Em 2019, foi lançada a Z400, com motor potente, que tende mais para o lado esportivo.

Analise os prós e contras

Antes de fazer sua escolha, não deixe de levar em consideração os prós e contras de cada modelo e evite comprar por impulso.

Planejamento financeiro

Para que a compra da sua moto 2019 não acabe se transformando em um problema no futuro, não esqueça de traçar um planejamento financeiro cuidadoso. Lembre-se de também levar em consideração gastos adicionais, como impostos, seguro, taxa de transferência e revisão.

Não vai ser possível realizar a compra à vista? Sem problema. Nesse caso, porém, nada de avaliar apenas a parcela mensal! O ideal é programar essa aquisição com antecedência para fugir dos juros que existem em diversos modelos de compra parcelada. Uma boa opção aqui é o consórcio de motos.

Adequação às necessidades

Não perca de vista seu objetivo ao comprar a moto. Lembre-se de que ela deve dar conta da sua demanda cotidiana e estar alinhada com suas condições financeiras.

Tenha cuidado para não escolher um modelo além do que você precisa, o que pode causar problemas financeiros dali a algum tempo. Por outro lado, também não adianta querer fazer economia a qualquer custo e acabar comprando uma moto que não será suficiente. O segredo é respeitar suas necessidades e condições, buscando o melhor custo-benefício.

Características ergonômicas

Ergonomia: essa palavra estranha traz um conceito muito importante. Trata-se do quanto a moto é capaz de se adaptar e oferecer conforto ao seu corpo. É justamente isso o que faz com que seu uso prolongado seja agradável.

Faça um test drive para ver se a altura da moto e o assento estão de acordo com suas características físicas. Perceba também se você consegue colocar os pés no chão com facilidade na hora de descer da moto. Assim você poderá fazer a melhor escolha.

Conheça as condições de pagamento

Existem três possibilidades básicas de pagamento. Na primeira delas, à vista, o cliente poupa com antecedência e consegue pagar todo o valor de uma vez só. Esse formato é ótimo e costuma proporcionar bons descontos ao comprador. Na prática, porém, a maior parte dos brasileiros não tem dinheiro guardado.

Outra forma possível é por meio do consórcio. Com ele você parcela o valor total do bem e ainda assim tem a possibilidade de adquirir seu veículo como se fosse à vista quando contemplado, podendo negociar descontos significativos. Isso acontece pois a carta de crédito equivale ao pagamento à vista. Sem falar que não existe a cobrança de juros, e sim de uma taxa de administração que tem um valor bem mais acessível se comparado com outras formas de aquisição parcelada.

No financiamento, você tem acesso ao recurso imediatamente, por outro lado, além de existir a cobrança de encargos que podem encarecer sua compra, a maioria das ofertas requer que o comprador dê pelo menos 20% do valor do bem desejado como entrada, o que funciona como uma forma de atestar sua disponibilidade financeira.

Se você deseja comprar uma moto 2019, portanto, planeje-se financeiramente e pesquise todas as opções para fazer a escolha mais acertada possível!

Gostou das nossas dicas? Então que tal continuar aprendendo? Desvende 9 dúvidas comuns sobre o funcionamento de consórcio de motos!

Racon Blog

Por Racon Blog

Data Publicado em 26 de Abril de 2019

moto 2019 moto 2019 motos 2019 motos 2019 melhores motos 2019 melhores motos 2019

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.