Meu Primeiro Imóvel

Escolha o revestimento ideal para casa em 7 passos

Aprenda a fazer a escolha certa para o seu imóvel com essas dicas simples.

Escolher o revestimento ideal para casa na hora da construção ou reforma nem sempre é uma tarefa fácil, principalmente para quem é leigo no assunto. Por isso, é normal ter diversas dúvidas e, em alguns casos, sequer saber por onde começar.

Mas essa não é uma tarefa impossível, pois, com um pouco de paciência e pesquisa, você consegue fazer as escolhas certas. Vale lembrar que o revestimento tem um papel fundamental nas questões estéticas imóvel do e, por isso, deve ser bem escolhido.

Além disso, uma boa parte dos custos da obra são direcionados à compra desse material. Então, uma escolha feita inadequadamente pode impactar tanto na beleza do imóvel quanto no seu bolso.

Para ajudar você a escolher o revestimento ideal para sua casa, separamos 7 dicas práticas e simples. Confira!

1. Selecione um fornecedor de confiança

Antes de comprar o revestimento para sua casa, você precisa escolher um fornecedor confiável. Isso é necessário porque no mercado há possibilidade de encontrar empresas vendendo "gato por lebre".

Livre-se de correr o risco de adquirir um material ruim e, além de perder dinheiro, ter um revestimento de qualidade duvidosa, que arranha fácil e não possui durabilidade.

Além disso, um fornecedor de baixa qualidade pode não entregar o material dentro do prazo, atrasando o término da obra do imóvel. Outro problema decorrente da escolha de um fornecedor que não é confiável é ter que pagar muito mais caro, caso não analise cuidadosamente a empresa responsável pelo material.

2. Tome cuidado ao escolher o revestimento pelo catálogo ou pela internet

Se você é uma pessoa leiga no assunto, pode não saber muito bem a diferença entre um revestimento e outro, pois eles possuem variações na textura ou no material que são fabricados, fatores que podem fazer bastante diferença no resultado.

Então, caso você opte por comprar o revestimento para sua casa por meio de um catálogo ou pela loja virtual, o ideal é pedir ajuda de quem conhece sobre o assunto.

Assim, você evita ter surpresas desagradáveis durante a entrega dos itens comprados. Mas, se você não conseguir ajuda especializada, é melhor comprar os revestimentos pessoalmente, na loja física, pois os vendedores podem ajudar você a fazer a escolha certa.

3. Faça a seleção ideal do material para cada cômodo da casa

Lembre-se de que cada ambiente de sua casa apresenta necessidades diferentes e isso influencia na seleção do revestimento adequado. O banheiro e a cozinha, por exemplo, precisam de pisos que não sejam escorregadios. Além disso, é ideal que o revestimento da cozinha não acumule gordura e que a limpeza seja fácil.

Para a cozinha, dê preferência para pisos e revestimentos brilhantes e lisos, como o porcelanato, pois são mais simples de limpar. Já no banheiro, você pode usar sua criatividade e escolher tanto cores claras quanto escuras.

Questões estéticas vão depender do seu gosto e estilo, mas opte por materiais frios e pouco porosos, como o porcelanato esmaltado ou pastilhas para aumentar a praticidade durante a higienização dos cômodos.

4. Escolha cores que combinem com o estilo da decoração do ambiente

O revestimento ideal para casa é aquele que combina com a decoração do ambiente. Se a sua casa tem uma decoração clara e sóbria, deve dar preferência para pisos claros ou neutros, para que a combinação de cores esteja em harmonia.

Se você gosta de um ambiente mais rústico, pode escolher pisos que imitam a madeira, como vinílico ou laminado. É possível optar, também, por cerâmicas rústicas, que além de duráveis, proporcionam uma beleza única ao ambiente. Papéis de parede de pedras, tijolos e madeiras, nesse caso, também são bem-vindos.

5. Leve em conta o fato de ter pets em casa

Para quem tem pets, a escolha precisa ser ainda mais cautelosa. O indicado é optar por um piso que não arranhe com facilidade e que seja fácil de limpar.

O revestimento da parede também deve propiciar que a higienização seja prática, pois os animais podem sujar as paredes na hora das brincadeiras.

Nesse caso, quem possui gatos precisa fazer uma escolha mais criteriosa, já que os bichanos adoram brincar com as unhas e são capazes de alcançar lugares altos dos cômodos.

6. Consulte as pessoas que moram na casa

Você tem crianças na casa? Qual a idade delas? Lembre-se de que os pequenos, quando estão nos primeiros anos de vida, adoram colorir e pintar o chão e as paredes. Além disso, você deve escolher pisos que não sejam escorregadios, pois os pequenos adoram correr pela casa e, por isso, você deve pensar na segurança delas.

Revestimentos mais fáceis de limpar e resistentes a arranhões também são as melhores opções para quem tem filhos pequenos em casa. O porcelanato e o vinílico são boas alternativas, mas você pode escolher outro tipo de revestimento que seja mais adequado a um lar com crianças.

Se em sua casa também moram pessoas idosas, para garantir a segurança, evite revestimentos escorregadios, principalmente em ambientes de uso comum, como sala e corredor, por exemplo.

7. Tenha em mente o clima da região em que você mora

Na hora de escolher o revestimento ideal para o seu lar, não deixe de levar em consideração o clima da região em que mora. Em áreas em que o calor é intenso, por exemplo, pisos e revestimentos frios, como porcelanato, granito e mármore são mais agradáveis para o dia a dia, pois diminuem a sensação de calor.

Já em lugares mais frios, a madeira e o vinílico são mais recomendados, pois se adequam melhor à temperatura do ambiente, propiciando mais conforto e aconchego. Os pisos de vinílico e laminados são uma boa pedida para os quartos, já que contribuem para o conforto térmico e são muito duráveis.

Essas são nossas dicas para você escolher o revestimento ideal para casa e ter um lar bonito e aconchegante. Vale lembrar que, para construir ou reformar sua casa, você pode recorrer a um consórcio. Mesmo que ele seja muito mais acessível que um financiamento, é importante planejar a sua contratação. Para isso, encontre a parcela que realmente se enquadra nas suas possibilidades, do início ao fim do seu plano.

Agora que você já sabe como escolher o revestimento ideal para o seu lar, que tal proteger a sua casa? Confira o post que criamos sobre o assunto e veja como funciona o seguro residencial.