Meu Primeiro Imóvel

Piso de madeira: como cuidar e aumentar a durabilidade do seu?

Aprenda como cuidar e aumentar a durabilidade do piso de madeira para manter o revestimento da sua casa sempre em dia!

Entra tendência, sai tendência e o piso de madeira continua uma unanimidade quando o assunto é decoração. E não é à toa. Um clássico, em versão clara ou escura, o material combina com os mais diversos estilos e traz uma sensação de acolhimento ao entrar em casa — tudo o que uma pessoa quer ao decorar o seu apartamento.

Apesar de o piso de madeira continuar em alta, antes de optar por esse revestimento para a sua casa é importante entender os prós e os contras de seguir por esse caminho. Por isso, neste post falamos tudo sobre o assunto. Você vai conhecer quais são os modelos existentes e as suas características, assim como a importância da manutenção e os cuidados necessários para manter a sua casa sempre impecável. Continue lendo e confira!

Quais são os principais tipos de piso de madeira?

Parquet

Um tipo de piso de madeira bastante comum no Brasil é o parquet. Presente principalmente em casas e apartamentos mais antigos, o modelo é caracterizado por pequenas peças que formam desenhos geométricos. O revestimento se destaca pelo aspecto estético: é considerado um dos mais bonitos. valorizando qualquer imóvel. Por outro lado, a sua instalação não é das mais simples e pode levar um tempo maior em relação a outros modelos de piso.

Taco

O taco de madeira é outra opção bastante comum no Brasil. A instalação é similar à do parquet e, assim como no primeiro modelo, ele se destaca pela sua versatilidade, combinando com os mais diversos tipos de decoração e ambientes. Há pessoas que não são fãs desse tipo de piso por acharem que ele remete a algo antiquado. No entanto, se bem lixado e envernizado, o taco de madeira ganha aparência renovada. Apesar de ser versátil, ele exige cuidados para evitar que as peças se soltem ou arranhem.

Tábua corrida

Outro tipo de piso de madeira é a tábua corrida. O modelo é feito de matéria-prima pura, sem mudanças estruturais, com exceção, é claro, do seu formato, e é uma opção mais cara em relação ao taco e ao parquet. A seu favor podemos citar a espessura, que é maior, e a durabilidade. No entanto, também necessita de cuidados extras para não ter a sua beleza afetada por riscos. Outra desvantagem é que pode gerar ruídos altos, capazes de incomodar os moradores do imóvel ou vizinhos.

Piso de madeira de demolição

Um modelo em alta é o piso feito de madeira de demolição. A matéria-prima é nobre e, em alguns casos, até extinta. Por isso, o preço costuma ser bem mais alto do que os outros modelos citados. A seu favor temos a alta durabilidade e o fato de que pequenos defeitos, como desgastes e marcas, são valorizados.

Por que é necessário fazer a manutenção em pisos de madeira?

O piso de madeira é uma opção que não pode deixar de ser considerada na decoração da casa. Apesar da sua beleza e versatilidade, no entanto, é essencial considerar no orçamento que esse é um modelo que necessita de manutenção para se manter sempre impecável. Em alguns casos, é preciso, até mesmo, investir em uma reforma completa para recuperar o estado original do revestimento.

Entre os desafios que esse tipo de piso pode trazer, estão: peças soltas, que devem ser trocadas (muito comum em parquet e taco); marcas e arranhões; e manchas de umidade ou de sol. Portanto, investir em manutenção é inegociável. Afinal, essa é a única forma de evitar a necessidade de fazer uma reforma total do revestimento.

Agora, caso a manutenção não tenha sido eficaz ou você tenha adquirido um imóvel com o piso de madeira já avariado, a melhor opção é a reforma. O primeiro passo para a recuperação é raspar o revestimento para retirar os defeitos mais aparentes, como riscos. Em seguida, é preciso nivelar e substituir as partes que estiverem soltas. Caso ele seja de madeira de demolição, o ideal é trocar as peças em vez de raspá-las.

Depois da reforma do piso de madeira, é preciso realizar acabamento com verniz ou resina à prova d'água. Entre as vantagens desse tipo de material está a durabilidade (em alguns casos, de até 10 anos), além de não ter cheiro forte e secar rapidamente.

Como cuidar dos pisos de madeira?

A única forma de evitar a reforma do piso de madeira é investir em cuidados constantes para manter o seu revestimento sempre em bom estado. Lavar ou passar produtos químicos, por exemplo, são ações que devem ser evitadas a qualquer custo. Lembre-se de que, diferentemente do porcelanato e dos revestimentos cerâmicos, os pisos de madeira são sensíveis a substâncias como álcool, alvejantes e, até mesmo, água.

Usar panos úmidos com produtos sem amônia, por exemplo, é um cuidado essencial para manter o piso sempre em dia. Além disso, uma boa dica para aumentar a durabilidade desse tipo de revestimento é investir em tapetes nos ambientes em que há grande circulação de pessoas, como sala de estar, de jantar e entrada da casa ou apartamento.

A seguir, confira 6 cuidados fundamentais para a limpeza e a conservação de pisos de madeira!

1. Use pano seco e aspirador de pó para limpar a superfície. Vassoura, apenas de pelo.
2. Não deixe vasos de plantas sobre o piso de madeira, já que a umidade pode levar ao aparecimento de manchas e de mofo.
3. Não ande de salto alto e não use cadeira giratória sobre o piso de madeira.
4. Use produtos específicos para esse tipo de piso, aposentando lustra-móveis, detergente e álcool.
5. Use cortinas e persianas para evitar que o sol bata diretamente no seu piso de madeira.
6. Não arraste móveis, evitando arranhões e outras avarias que podem comprometer a beleza e a durabilidade do piso.

Seguindo as nossas dicas será muito mais fácil manter o seu piso de madeira sempre bem cuidado e, com isso, fazer com que a sua durabilidade aumente de forma considerável!

Quer mais ferramentas para manter os gastos pessoais e da casa em dia? Então, baixe agora mesmo a nossa planilha anual de orçamento pessoal para ter mais organização mês a mês!
Planilha Anual De Orcamento Pessoal Tenha Uma Organizacao Mes A Mes Banner Artigo Blog

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.