Meu Primeiro Imóvel

7 situações em que vale a pena comprar uma casa nova e se mudar

Está em dúvida sobre se deve se mudar? Listamos 7 bons motivos para comprar uma casa nova!

Em muitas situações, a família acaba pensando em se mudar para um novo imóvel e, assim, comprar uma casa nova. Essa decisão deve ser bem pensada, tanto pelo ponto de vista prático, como todos os trâmites para a mudança e aquisição de outro imóvel, como pelo ponto de vista financeiro, pois, inegavelmente, haverá um gasto.

Por isso, deve haver um bom planejamento, além de considerar as possibilidades de pagamento, como a utilização do imóvel atual para quitar parte do valor ou a contratação de um consórcio.

Porém, antes de tudo, deve-se analisar se a situação realmente demanda uma mudança. Para ajudá-lo, preparamos este texto, mostrando 7 situações em que vale a pena comprar uma casa nova e se mudar. Confira!

1. Chegada de um filho

Esse é, provavelmente, o motivo que mais justifica a mudança para uma casa nova: a família cresceu e a demanda por espaço aumentou.

É comum que os casais sem filhos e as pessoas solteiras morem em casas ou apartamentos de apenas um ou dois quartos. Porém, esse espaço pode ser insuficiente quando se está esperando um filho.

Em outras situações, quando não se trata do primeiro filho, o espaço fica ainda mais apertado. Pode acontecer de a família abrigar hóspedes de vez em quando, ter animais de estimação ou mesmo a necessidade de um home office. Dessa forma, com a chegada de mais um integrante da família, acomodar tudo isso acaba ficando difícil.

Por isso, em regra, o aumento da família é uma situação que justifica a mudança para uma nova casa, que comporte e acomode com conforto todos os moradores, além dos eventuais hóspedes e animais.

2. Maior estabilidade financeira

Na compra do primeiro imóvel é normal que se escolha uma opção mais barata, para suprir a necessidade de ter uma casa própria e o seu próprio "cantinho".

Porém, com o passar do tempo, melhora no emprego e carreira, aumento do poder aquisitivo e do patrimônio, é normal que venha a necessidade de optar por um lugar maior, em uma localidade melhor ou que ofereça uma qualidade de vida mais alta.

Por isso, desde que o patrimônio não seja prejudicado, a maior estabilidade financeira também é uma boa justificativa para a aquisição de um novo imóvel, visto que esse bem também aumentará o patrimônio do dono e da família.

Uma facilidade é que o antigo imóvel pode fazer parte da forma de pagamento da nova casa, o que acarretaria uma despesa menor ao comprador.

Com a estabilidade financeira, é normal buscar investir mais em qualidade de vida, conforto e valorização, sendo natural que se busque um imóvel que ofereça essas vantagens.

3. Demanda por maior qualidade de vida

Outra situação em que vale a pena comprar uma casa nova e se mudar é a demanda por maior qualidade de vida. Muitas vezes, o imóvel atual não oferece muito conforto, como proximidade do local de trabalho, da escola dos filhos, ou pontos de interesse, como mercados, padarias, farmácias, entre outros.

Então, mesmo optando por um imóvel de igual valor, com o aumento da qualidade de vida e facilidade para a rotina, pode ser uma boa ideia a mudança. A família terá mais comodidade, pois estarão próximos aos locais descritos, ou mesmo em uma vizinhança que ofereça mais opções de lazer, ou seja, mais tranquila.

4. Busca por um local mais seguro

Infelizmente, a falta de segurança é um assunto recorrente. São muitos os assaltos e furtos em residências, o que gera preocupação em muitas famílias.

Quando essas ocorrências estão acontecendo em número elevado, próximo ao local do imóvel, pode ser uma boa hora de começar a pensar em se mudar para outra residência.

Nessas situações, deve-se buscar por bairros ou locais mais tranquilos, em que não há muita ocorrência de crimes, principalmente em relação ao imóvel. Existem também loteamentos ou ruas que já oferecem um serviço de vigilância.

Se a família não quer mudar de localidade, seja pelo costume ou mesmo pela boa localização em relação a outros pontos importantes, é possível optar por apartamentos ou condomínios fechados, que ofereçam uma maior proteção, no mesmo bairro.

5. Problemas na infraestrutura do imóvel

O imóvel novo, na maioria das vezes, não apresenta problemas em relação a sua construção. Porém, com o passar do tempo, é comum que avarias comecem a surgir: infiltrações, problemas com a rede hidráulica e a rede elétrica, problemas estruturais ou no telhado.

Nessas horas, há duas opções: reformar o imóvel ou mudar-se. A reforma pode trazer várias dores de cabeça: necessidade de conviver com as obras na casa, custos que podem ultrapassar o estimado, visto que outros problemas podem ser encontrados posteriormente, ou mesmo a dificuldade na contratação de mão de obra.

Dessa forma, é preciso analisar se a mudança é uma solução viável. Por isso, é importante fazer uma lista com os prós e contras das duas opções para definir qual será a mais benéfica.

6. Livrar-se do aluguel

Ao procurar um imóvel para se mudar, é comum e interessante buscar a locação. Não há um investimento inicial ou gastos muito elevados. Porém, após algum tempo, a família pode ter a necessidade de livrar-se do aluguel e procurar uma casa própria para ter um patrimônio seu.

Caso tenha condições e com um bom planejamento financeiro, a mudança para a casa própria vale a pena. Você também pode contar com outras alternativas, como um consórcio para aquisição do imóvel.

A casa própria traz uma certa estabilidade, pois não há contrato para renovar, as decisões em relação ao imóvel são somente suas e a casa pode ficar exatamente do jeito que a família quiser.

7. Necessidade de um espaço menor

Foi falado anteriormente sobre a necessidade de um espaço maior, para aconchegar a família com comodidade. Porém, há também situações que requerem um imóvel com menos espaço: os filhos saíram de casa, a manutenção está sendo muito difícil ou mesmo a mudança da situação financeira.

É normal que uma casa muito grande tenha um maior custo com manutenção, limpeza, jardinagem, por isso pode haver necessidade de viver em um espaço menor depois de um certo tempo ou mudanças dos moradores.

Uma casa menor ou um apartamento para um casal, que já não tem mais os filhos morando junto, facilita vários pontos no dia a dia, além de gerar um custo mensal menor, sendo que pode valer a mudança.

Agora que você já sabe algumas situações em que vale a pena comprar uma casa nova e se mudar, aproveite para baixar nosso e-book: Consórcio de imóveis: tudo que você precisa saber!

Consorcio De Imoveis Tudo Que Voce Precisa Saber Artigo