Planejamento Financeiro

Empreendedorismo na terceira idade: quais são os benefícios?

Você sabia que a terceira idade é a melhor fase para empreender? Descubra o porquê neste artigo!

O começo da aposentadoria parece um sonho! Não há horário para levantar, comer e a pessoa pode fazer tudo com calma, no ritmo que quiser. Apesar desse cenário lembrar um paraíso para muita gente, a falta de propósito pode levar à depressão e até mesmo aos vícios.

Com o objetivo de driblar o tempo ocioso, muitas pessoas têm investido no empreendedorismo na terceira idade. Para se ter uma ideia, uma pesquisa mostrou que, em 2014, 8% das pessoas que iniciaram algum empreendimento tinham entre 55 e 64 anos.

Parece pouco, mas esse percentual aumentou consideravelmente de uns anos pra cá — em 2002 era 6%. A verdade é que há inúmeros benefícios em empreender na terceira idade, afinal, essa é a época em que temos mais expertise e menos medo dos riscos.

Quer conhecer outras vantagens? Então, continue conosco e veja o que preparamos para você!

O idoso tem mais conhecimento e expertise

A terceira idade é a fase em que há mais acúmulo de conhecimento. O idoso sabe o que dá certo, o que não dá, o que rentável e o que não é. Sua bagagem invejável o torna, na maioria das vezes, um excelente empreendedor.

Além disso, quem abre um negócio na terceira idade está, geralmente, buscando a realização pessoal — a rentabilidade fica em segundo plano. Por essa razão, o aposentado tem menos medo dos riscos, o que é considerado um fator positivo no mundo corporativo.

A rede de contatos na terceira idade é maior

Depois de trabalhar por tantos anos, é provável que já se tenha uma rede de contatos qualificada. E sabemos que o networking é essencial em qualquer área, concorda?

Além disso, o aposentado sabe como ninguém mapear os pontos fracos e fortes das habilidades e competências individuais. Essa combinação (experiência + networking) aumenta as chances dele fechar ótimas parcerias e de montar uma equipe engajada e de sucesso.

O empreendedorismo na terceira idade diminui o tempo ocioso

De acordo com estudos do Institute of Economics Affairs (IEA), em Londres, a aposentadoria aumenta em 40% as chances de desenvolver depressão. Isso pode ser explicado pelo fato do idoso sentir-se ocioso e sem um propósito de vida.

Nesse sentido, o trabalho tem um significado que vai além da geração de renda. Fazendo o que gosta, o aposentado se enxerga útil novamente. Além disso, ele tem a chance de exercitar a sua mente (e, em alguns casos, o corpo) continuamente.

Como consequência, ele se tornará mais feliz e se sentirá parte da sociedade. Entretanto, para que os resultados sejam satisfatórios, é importante que a pessoa escolha uma área prazerosa, que ocupe tempo sem causar estresse e esgotamento.

É uma excelente oportunidade para tornar aquele hobby um trabalho, por exemplo. O mais importante, portanto, é escolher um negócio que dê prazer!

O empreendimento é uma ótima oportunidade para complementar a renda

Além de diminuir o tempo ocioso do idoso, o empreendimento é sinônimo de renda extra. Sendo assim, ter um negócio é uma excelente alternativa para quem deseja ter dinheiro sobrando para viajar, ajudar os filhos ou comprar um apartamento novo, por exemplo.

Além disso, sabemos que os gastos aumentam consideravelmente na terceira idade, afinal, os médicos, os remédios e os exames de rotina se tornam mais frequentes. Por essa razão, é muito importante ter um patrimônio extra para as situações emergenciais.

O idoso pode gerar emprego

Dependendo do tamanho do empreendimento, o idoso pode gerar emprego e renda para a sua comunidade local. Além disso, sabemos o quanto é difícil entrar no mercado de trabalho na terceira idade. Portanto, essa pode ser uma boa alternativa para que o aposentado estimule outros profissionais sêniores a se colocarem na ativa novamente.

A terceira idade reúne todas as características de um empreendedor de sucesso

Se você ainda não está convencido de que empreender na terceira idade é uma excelente opção, vai aí mais um motivo: de acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o idoso reúne todas as características de um bom profissional.

Você já ouviu falar da sigla CHA? Ela refere-se a uma metodologia que reúne a tríade da competência humana: conhecimento, habilidade e atitude.

Essas três características resumem muito bem as vantagens do empreendedorismo na terceira idade. Ora, o idoso é experiente (conhecimento) e possui diversas competências que foram desenvolvidas ao longo de sua vida profissional (habilidades).

Ao mesmo tempo, ele tem tranquilidade e motivação para fazer o que gosta (atitude). A terceira idade, portanto, é o melhor momento para empreender.

Mas, atenção: quem deseja se aventurar no ramo deve buscar adquirir novos conhecimentos constantemente, ok? Não é porque você já estudou muito ao longo da vida que pode parar agora. Portanto, faça cursos de reciclagem, consulte especialistas e estude a viabilidade do seu negócio.

Os aposentados costumam ser cautelosos

Apesar de terem a atitude necessária para abrir um negócio, os aposentados entendem o quanto o dinheiro é valioso. Portanto, há uma tendência em assumir os riscos de forma consciente e ponderada — diferentemente do que pode ocorrer com alguns jovens.

Para diminuir ainda mais as chances de erro, fique ligado nas dicas:

- não comprometa o seu patrimônio;
- considere a opção de ter um sócio;
invista em imóveis;
- prepare-se para perder seus momentos de descanso;
- faça algo que realmente goste;
- estude bastante antes de iniciar o empreendimento.

Como é possível perceber, a terceira idade reúne todas as características essenciais de um bom empreendedor. Afinal, é nessa época em que temos mais tranquilidade, conhecimento e segurança.

Além disso, investir em um empreendimento é uma excelente alternativa para ocupar o tempo ocioso, que é tão prejudicial à saúde. Sendo assim, o negócio é uma oportunidade de aumentar a renda e manter o aposentado com a mente e o corpo em atividade.

Se você tem um familiar que está ocioso em casa, que tal incentivá-lo a empreender? No entanto, não se esqueça que é necessário fazer o que gosta, ok?

Agora que você já conhece os benefícios do empreendedorismo na terceira idade, veja 7 livros sobre educação financeira que todo mundo deveria ler e vire um expert no assunto!