Planejamento Financeiro

Terminei a faculdade, e agora? 10 dicas para conquistar estabilidade

Confira dicas para conquistar a estabilidade de carreira e independência financeira ao terminar a faculdade.

Concluir a graduação é uma das etapas mais importantes da vida, pois são anos de dedicação aos estudos e até mesmo de gastos financeiros. Embora a sensação seja de alívio, é comum uma questão vir à tona: terminei a faculdade, e agora?

Afinal, o fim do curso é o início da profissão e, certamente, existe um caminho a ser trilhado para a conquista da estabilidade de carreira e da independência financeira. Se você está preocupado com isso, acompanhe as dicas abaixo e saiba por onde começar!

1. Investir em capacitação

Quer tirar da sua cabeça a dúvida sobre o que fazer depois de terminar a faculdade? Então, entenda que a conclusão dessa fase não significa dar adeus aos estudos. Na verdade, ocorre justamente o contrário e, quanto antes tiver consciência disso, melhor.

A partir desse momento é necessário investir na própria capacitação e aperfeiçoamento. Isso pode ser feito por meio de cursos livres, palestras e workshops. Outra boa alternativa são os cursos técnicos e tecnólogo, ambos com duração menor do que a graduação.

Você poderá escolher entre aqueles da sua própria área de formação, complementares ou de segmentos totalmente diferentes. E se a grana estiver curta, procure por opções gratuitas de cursos.

2. Fazer uma pós-graduação

Essa também é outra excelente forma de aprender ainda mais, agregar valor ao currículo e, consequentemente, atingir a tão almejada estabilidade.

Além disso, essa escolha pode fazer muita diferença para o seu bolso no fim do mês. Segundo uma pesquisa publicada no G1, pós-graduados podem receber um salário até 118% maior em comparação com profissionais que não têm essa formação. 

No entanto, é fundamental elaborar um planejamento financeiro para fazer uma especialização. Em primeiro lugar, defina suas metas e pesquise o curso em diferentes instituições. Depois, reduza gastos desnecessários e poupe parte dos seus ganhos para pagar as mensalidades.

3. Estudar outras línguas

Mesmo que o seu trabalho não exija um segundo idioma, vale muito a pena estudar outra língua. O inglês continua sendo um pré-requisito para diversas vagas de emprego, mas procure ir além.

Se você ainda está no nível “the book is on the table”, é necessário ampliar os conhecimentos para adquirir fluência, tanto por meio de cursos, quando por aulas particulares ou até online.

Porém, o domínio de um segundo idioma poderá levá-lo ainda mais longe na carreira. Um levantamento divulgado pela Época Negócios indica que francês, japonês, alemão, italiano e chinês são os mais exigidos pelas empresas brasileiras depois do inglês e do espanhol.

4. Trabalhar fora do país

O que acha de trabalhar em outro país depois de terminar a faculdade? Essa pode ser uma boa chance tanto para quem deseja juntar dinheiro quanto para aqueles que gostariam de aprender um novo idioma ou melhorar a fluência em uma língua.

Hoje, existe uma série de oportunidades nesse sentido. Dá para participar de um programa de intercâmbio, babysitter, trabalhar em um navio, entre outras opções. Atuar fora por um tempo também é vantajoso porque enriquece a sua experiência pessoal e o seu currículo.

5. Inscrever-se em um programa de trainee

Em busca de jovens talentos, muitas empresas disponibilizam vagas de trainee, uma das formas mais promissoras de um profissional começar a carreira.

Geralmente, os programas são destinados às pessoas que estão no penúltimo ou no último ano da graduação, ou ainda que tenham até 2 anos como recém-formadas.

Embora muitas companhias exijam áreas específicas, outras aceitam diversos segmentos e podem chegar a pagar um salário de R$6.300, como indicado pelo site da revista Exame.

6. Prestar concurso público

A carreira pública também é excelente para quem busca estabilidade. Porém, para atuar em um órgão do governo, é necessário realizar um teste. Dependendo do cargo, a concorrência pode ser bem acirrada e exigir alguns anos de estudos.

Por outro lado, para determinadas vagas, a remuneração é bastante atrativa. Quem atua no setor fica submetido ao regime estatutário, com regras diferentes da CLT.

7. Buscar melhores empregos

Ao finalizar a graduação e ter o diploma em mãos, procure por empregos que ofereçam melhores condições — não apenas no quesito salário, mas também no que diz respeito aos benefícios, incentivos e plano de carreira.

Mesmo que você seja jovem, lembre-se de verificar se naquela determinada vaga será possível crescer profissionalmente. Isso contribui muito para que se sinta estimulado a realizar um bom trabalho.

8. Atuar como freelancer

De forma mais indireta, trabalhar como freelancer pode ajudá-lo a conquistar estabilidade profissional e financeira. Em primeiro lugar, com isso você não fica parado, mesmo se não estiver em um emprego formal.

Além disso, também é uma boa opção para quem procura adquirir renda extra. Atuar como redator ou professor particular são alguns exemplos.

9. Abrir o próprio negócio

O fim da faculdade pode ser o ponto de partida para a abertura de um negócio. Hoje, já não é necessário investir uma enorme quantidade de dinheiro para começar. É possível, por exemplo, ser um Microempreendedor Individual (MEI) e contar com uma série de facilidades e benefícios para abrir a própria empresa.

10. Comprar o primeiro imóvel

Por fim, comprar o primeiro imóvel é outra maneira de conquistar estabilidade financeira e, assim, ter mais tranquilidade para tomar decisões importantes na vida, inclusive com relação à carreira.

O apartamento próprio representa não apenas a garantia de um lugar para morar, como também a formação de um patrimônio e, caso o proprietário desejar, de renda extra. E começar a pensar nisso ainda jovem é uma atitude certeira.

Se você não tem pressa em adquirir um bem, avalie a possibilidade de participar de um consórcio imobiliário. Nele, um grupo de pessoas realiza pagamentos mensais para a aquisição de um determinado bem, sem a necessidade de arcar com juros (vale ressaltar que, nessa modalidade, há cobrança de taxa administrativa, inferior aos juros do financiamento imobiliário).

Viu só quantos caminhos estão disponíveis? Certamente, para alcançar o sucesso, todos exigem dedicação e esforço, mas são muito melhores do que ficar parado em casa e estagnado no pensamento: terminei a faculdade, e agora?

E para dar mais um passo adiante, continue com a gente e descubra por onde começar a economizar para investir e ter sucesso. Até mais!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.