5 principais custos para manter um carro

Você sabe quais os custos para manter um carro? Preparamos este artigo para esclarecer os principais deles. Confira e evite surpresas no seu orçamento!
  • Atualizado em January 19, 2021
  • Publicado em January 7, 2019
  • Infográfico

Você sabia que os custos para manter um carro podem comprometer o seu orçamento? Pois acredite: esse tipo de situação é muito mais comum do que você imagina. Por essa e outras razões, conhecer e controlar os custos de um carro são alguns dos passos mais importantes para evitar complicações financeiras.

Pensando nisso, preparamos um artigo bastante informativo listando 5 dos custos mais comuns quando o assunto é manter um carro. Continue a leitura e saiba como se planejar para que o carro não se torne um vilão no seu orçamento!

1. Manutenção

Quando falamos em manutenção, na verdade nos referimos a todos os cuidados necessários para manter o carro sempre em bom estado. Para muitos proprietários de veículos, a manutenção, especialmente de caráter preventivo, é tida como um custo. Porém, o melhor mesmo é considerar que esse é um investimento, pois ele pode evitar gastos e complicações.

Na prática, quando você investe na manutenção do seu carro, está contribuindo para que ele se mantenha íntegro e em perfeito funcionamento. Nesse sentido, além de não deixar você na mão, seu carro terá uma maior durabilidade e necessitará de menos reparos e manutenções corretivas — que geralmente são bem mais caras do que as preventivas.

Sendo assim, quem quer evitar más surpresas e dores de cabeça com o seu carro investe na manutenção veicular. Para isso, é fundamental fazer vistorias preventivas e checar todas as condições do automóvel com frequência.

2. Reparos

Como vimos, a manutenção preventiva pode ajudar você a economizar com o seu carro. Porém, mesmo que tenha cautela e realize as manutenções preventivas corretamente, alguns reparos ainda podem ser necessários de vez em quando — afinal, ninguém está livre de cair em um buraco ou colidir com outro veículo, não é mesmo?

Dessa forma, quando se é proprietário de um carro, os custos com reparos inesperados podem surgir. Então, o melhor mesmo é já considerar essa possibilidade no seu orçamento, certo?

3. Seguro

Sem dúvida, quando o assunto é custos para manter um carro, o seguro é um dos que mais pesa no bolso. Em geral, o seguro é calculado com base no modelo do veículo e no seu valor — no entanto, existem diversos outros fatores que podem ser levados em consideração pela seguradora.

O seguro oferece uma proteção financeira ao bem e às pessoas que fazem uso dele. Caso o automóvel seja novo, procure uma cobertura que atenda às suas necessidades antes mesmo de tirá-lo da concessionária, pois nunca se sabe quando um acidente ou imprevisto pode ocorrer.

4. Impostos

Muitas pessoas não sabem, mas o famoso Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) não incide apenas quando se compra um veículo 0 km. Tenha em mente que ele é anual, assim como as taxas de licenciamento e DPVAT.

Por essa razão, outro custo que pesará no seu orçamento, especialmente no início de cada ano, é o pagamento de tributos e taxas relacionadas à propriedade e ao licenciamento do carro.

No caso do IPVA, é bom deixar claro que a alíquota de cobrança pode variar de um estado para o outro. No entanto, em todos os casos o cálculo é baseado no valor do carro e no seu tipo. Assim, por exemplo, carros de passeio têm uma alíquota, enquanto camionetes e caminhões têm outra. Além disso, quanto mais caro for o carro, mais caro será o seu IPVA — lembre-se disso na hora da compra.

5. Combustível

Por último, mas não menos importante, é preciso somar aos custos de um carro o valor gasto com combustível. Ele pode variar bastante, dependendo do modelo do carro e da frequência de uso.

Assim, a lógica é que quem utiliza mais o carro, indo trabalhar com ele todos os dias, por exemplo, certamente terá um gasto maior com combustível do que quem só o utiliza aos finais de semana.

Como o custo com combustível pode pesar bastante no final do mês, na hora de escolher um veículo procure saber se ele é econômico, tanto na estrada quanto na cidade.

Por fim, considerando todos esses aspectos, é provável que os custos de um carro ultrapassem a marca dos R$ 13 mil por ano, segundo um levantamento feito pelo Jornal do Carro.

Agora, se está pensando em adquirir ou trocar de carro, o ideal é se planejar financeiramente para arcar com todos esses custos sem desorganizar seu orçamento. Nesse ponto, uma excelente alternativa é optar pelo consórcio, que é uma modalidade de compra mais flexível, planejada e que certamente caberá no seu bolso.

Então, gostou de aprender mais sobre os custos de um carro? Não pare por aqui. Aproveite e confira nosso artigo sobre como participar de um grupo de consórcio!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
pie_chart
Infográfico

Checklist para desenvolver a sua inteligência financeira

pie_chart
Infográfico

Não sabe como aumentar seu score? Confira 4 formas!

pie_chart
Infográfico

Passo a passo: veja como fazer uma transferência de veículo