Carro de leilão vale a pena? Veja 3 vantagens e riscos

Veja neste post 3 vantagens e 3 riscos de comprar em leilões de carros e o que deve ter atenção redobrada na escolha.
  • Atualizado em October 20, 2022
  • Publicado em October 20, 2022
  • Seu carro

Você tem dúvidas se o carro de leilão vale a pena? Não se preocupe, essa é uma questão recorrente na visão de quem deseja comprar um veículo novo com bom custo-benefício e com condições facilitadas. Saiba que existem muitos benefícios nesse tipo de opção, porém, é preciso conhecer bem como o processo de compra funciona e ter atenção redobrada aos detalhes.

O grande segredo está em entender suas possibilidades e preferências antes de se aventurar nas pesquisas. Além disso, pensar em como realizar os sonhos materiais sem prejudicar a vida financeira também é muito importante para não ter prejuízos no longo prazo.

Quer saber mais? Vamos mostrar neste artigo as dúvidas recorrentes sobre leilão de carros e as vantagens e riscos relacionados. Siga!

Como funciona um leilão de carros?

O leilão de veículos é muito semelhante ao leilão tradicional. A pessoa vencedora será a que der o maior lance. Na prática, quem oferecer a maior quantia pelo carro anunciado a partir do valor mínimo, leva o bem para casa. O pagamento referente a ele deve ser feito à vista dentro do prazo estipulado.

Outro ponto importante são os adicionais de valores. Existe uma comissão de 5% relacionada ao trabalho do leiloeiro ( profissional responsável por mediar a venda e compra dos lotes no evento), custos de documentação e guincho do veículo.

Quem deseja comprar um carro por leilão pode escolher entre diversos tipos de modelos, incluindo moto ou caminhões. Além disso, é possível encontrar lotes novos que são partes de frotas antigas de montadoras ou veículos seminovos apreendidos por dívidas ou outra situações irregulares.

Por que e como automóveis vão a leilão?

Para responder a esse tipo de questionamento, é necessário compreender que existem diversos tipos de leilões. Na esfera privada, por exemplo, cada um deles tem características específicas com preços, regras, participação e processo depois da compra. Sem contar as possíveis restrições do veículo. Dessa forma, o tipo de leilão determina a origem do automóvel que está disponível para lances. Veja a seguir!

Bancos

Em leilões feitos pelas instituições bancárias, os automóveis são aqueles recuperados de financiamentos. Neste formato, a origem do carro será sempre uma operação financeira em bens que, na maioria dos casos, foram financiados por pessoas físicas que deixaram de pagar as parcelas. Como resultado, as instituições podem levar o carro para leilão.

Seguradoras

Aqui, os carros são de sinistros e recuperados pelas seguradoras. Existem três graus relacionados à sinistralidade que exigem muita atenção. Isso porque algumas situações relacionadas aos danos anteriores podem, até mesmo, impedir que o futuro dono faça um novo seguro do imóvel arrematado no leilão.

Na pequena monta, o veículo passou por danos considerados leves. Isso significa que não houve estragos na estrutura ou abalaram o monobloco. As seguradoras, neste caso, apresentam planos de coberturas direcionados para este bem. Já na média monta, os danos foram mais sérios e a maioria das seguradoras não oferece seguro para este tipo de carro.

Alguns são até mesmo proibidos de circular. Para solucionar a situação, é necessário fazer o reparo, submeter o veículo à vistoria do Detran e conseguir o laudo com restrição gravada no devido documento. A partir disso, é preciso ter uma previsão do valor gasto tanto no conserto quanto na regularização e se o lance se aproximar do valor de mercado, provavelmente, esse veículo não vale a pena.

A grande monta representa a perda total do carro. Neste formato, o carro fica uma verdadeira sucata e os interessados em adquirir são empresas especializadas ou lugares que funcionam como ferro-velho para aproveitar as peças.

Carro resultado de furto ou roubo

No formato de leilão feito pelas seguradoras, é possível também dar lance em carros que são frutos de roubos ou furtos. Esses veículos não passaram por sinistros e foram recuperados com a indenização já paga ao cliente. Mesmo que algumas seguradoras tenham ressalvas, a maioria dos contratos autoriza a apólice para este tipo de veículo.

Empresas

Empresas grandes costumam ter uma frota própria com carros de bom histórico, manutenção em dia e que possibilitam excelentes negociações em leilões. Além disso, os modelos clássicos de veículos antigos também vão com frequência à leilões. São veículos em média dos anos 1970 ou 1980 com boa conservação ou potencial valor histórico. A diferença é que na maioria das vezes, o carro vai ao pregão por opção do proprietário.

Judiciais

Os veículos neste tipo de leilão foram apreendidos a partir de processos de investigação, criminais ou com pendências na justiça trabalhista ou cível. Assim, apesar dos preços muito atrativos, é necessário ter atenção com as questões judiciais que devem ser resolvidas no andamento dos processos depois de arrematar no leilão.

Quais são os riscos e vantagens de comprar carro de leilão?

Agora que você já sabe como funciona esse tipo de compra, vamos avaliar se o carro de leilão vale a pena. E para isso, montamos este comparativo com vantagens e riscos desse tipo de aquisição que deve fazer sentido conforme sua realidade financeira e objetivos. Vamos lá!

1. Risco: valor mais baixo de revenda

O valor mais baixo de revenda é uma questão importante a ser considerada. O motivo é que por mais que o mercado de seminovos esteja super aquecido no Brasil, muitas pessoas que não conhecem bem sobre o assunto, ainda tem receio de comprar um carro que já foi leiloado. Vale citar também que um veículo assim que saí da concessionária perde já cerca 10% de seu valor e vários outros fatores influenciam na desvalorização.

2. Risco: pode ter vícios ocultos

Os vícios ocultos são aqueles que não tem relação direta com a utilização inadequada ou com o desgaste natural de quilometragem. Esse tipo de problema costuma ser de fabricação e não podem ser identificados em curto prazo por estar escondido no produto. Ou seja, o comprador só vai conseguir identificar quando o carro estiver sendo usado no dia a dia.

3. Risco: precisa ter o dinheiro na mão

Para a casa de leilões, o responsável pelo lance vencedor precisa fazer o pagamento à vista. Por este motivo, você deve ter o dinheiro na mão e isso o prazo para efetuar o pagamento é de 48 horas. Caso isso não aconteça, fica sujeito à pagar uma multa de até 20% no valor do lance que foi ofertado.

1. Vantagem: a compra é auditada

A compra de um automóvel em um leilão é auditada e tem todas as possíveis vulnerabilidades identificadas para que o comprador se sinta completamente seguro.

2. Prática antiga

Mesmo que a compra de carro de leilão seja uma prática antiga, muitas pessoas ficam em dúvida se realmente é confiável. O mais importante é que o procedimento seja feito com uma empresa conhecida no mercado e referência no assunto.

Em função disso, para evitar qualquer tipo de transtorno, se torna indispensável consultar as informações previamente nos órgãos de registro de cada Estado. Sempre é preciso ter cuidado também com pedidos de pagamentos adiantados e consultar a lista de sites falsos usados para aplicar golpes nos consumidores.

3. Vantagem: você pode fazer um consórcio para pagar à vista

Quem tem uma carta de crédito em mãos pode adquirir qualquer bem. Dessa forma, essa vantagem vale para o pagamento de um carro leiloado e pode facilitar as coisas. Ainda que o valor desse tipo de veículo esteja abaixo dos praticados pelo mercado, não é nada simples juntá-lo para o pagamento à vista.

Carro de leilão vale a pena?

Como vimos, comprar carro de leilão tem vantagens e desvantagens. O que vale, em uma situação como essa, é que você coloque todas as possibilidades na mesa e entender qual a sua realidade financeira para adquirir um novo automóvel. Se a prioridade for uma boa economia de preço sem perder em qualidade, o carro de leilão pode ser o melhor caminho quando são tomadas todas as precauções necessárias.

Tanto em eventos físicos quanto em realizados pela internet, ficar atento aos detalhes de segurança sempre é o melhor caminho. Priorize leilões de montadores e de segmentos que contam com ampla experiência na área como forma de conseguir melhores oportunidades. Além disso, vale levar seu mecânico de confiança para avaliar a fundo as condições, já que os carros ficam expostos com antecedência.

Como comprar carro de leilão?

O processo de compra de um carro de leilão em si costuma ser muito simples. Todos funcionam com a mesma base de forma e o cliente pode dar o seu lance no automóvel que mais se interessar. Porém, é somente nos segundos finais que o novo dono do bem será definido.

A maioria dos lances acontece, justamente, neste momento pela possibilidade cobrir o anterior. Assim que o pagamento for realizado à vista, o comprador já pode ter a posse total e arcar com as condições relacionadas. Como é necessário ter o dinheiro em mão para cumprir com o prazo de 48 horas para o pagamento do lance, o consórcio de veículos chega como uma excelente solução.

Afinal de contas, ele permite que você consiga adquirir algo ao pagar parcelas conforme suas possibilidades. Sem contar que na hora pagar o leiloado com a carta contemplada, o veículo precisa apenas estar de acordo com as regras estipuladas pela administradora.

A decisão se o carro de leilão vale a pena depende muito dos objetivos e das condições de quem deseja adquirir o bem. Por este motivo, você deve fazer um planejamento detalhado para entender qual o melhor caminho para tirar os sonhos do papel e como o consórcio pode ajudá-lo a realizar o pagamento à vista com todas as vantagens da carta de crédito contemplada.

Gostou das informações do artigo? Então leia mais sobre como o consórcio de carros usados funciona para tirar todas as dúvidas sobre o assunto.
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
drive_eta
Seu carro

Top 5 carros seminovos automáticos de 2024

drive_eta
Seu carro

Carros para jovens 2024: 13 dicas de veículos mais econômicos!

drive_eta
Seu carro

Lançamentos de carros em 2024: os 7 modelos mais esperados