Como montar uma casa: saiba tudo o que você precisa adquirir

Comprou uma casa, mas não sabe como começar a equipá-la? Leia nosso novo post e descomplique essa tarefa.
  • Atualizado em December 29, 2021
  • Publicado em August 18, 2016
  • Seu imóvel

Casa nova, vida nova! Uma mudança de residência sempre traz renovação, perspectivas diferentes e um novo ânimo. Nesse contexto, a rotina também ganha outros ares e o desejo de iniciar uma etapa ainda mais feliz e promissora cresce quando as chaves do "lar, doce lar" estão em mãos.

Um novo endereço sempre tem esse poder transformador. Afinal, nada melhor que ter a oportunidade de montar uma casa e deixá-la com a sua cara, não é mesmo? No entanto, para que a funcionalidade, o conforto, a beleza e a praticidade estejam igualmente presentes — e sem prejudicar o orçamento, é claro —, é preciso que sejam tomadas algumas providências.

Neste post, preparamos um guia completo com tudo que você precisa adquirir para cada cômodo do imóvel a fim de montar uma casa nova e incrível. Confira!

Quais cuidados são necessários ao montar uma casa nova?

É comum que muitas dúvidas sobre como montar uma casa surjam durante o processo. Afinal, são inúmeras as opções e as informações disponíveis no mercado. Assim, para não enfrentar problemas, é muito importante:

  • elaborar um planejamento;
  • fazer uma lista de todos os itens que são necessários;
  • pesquisar a reputação das lojas;
  • ter atenção aos parcelamentos.

Não importa o motivo — se você conseguiu conquistar o seu primeiro imóvel ou se está se mudando para um maior —, montar uma casa é sempre um momento de animação. Porém, é fundamental tomar alguns cuidados para que a vontade de deixar cada cômodo decorado de acordo com os seus sonhos não se torne um pesadelo no futuro. Por isso, abaixo, listamos ao que você deve prestar atenção ao mobiliar o seu lar.

Tenha um planejamento

Montar uma casa nova demanda gastos, portanto, é prudente que você tenha um planejamento para cada etapa. Ou seja, além do dinheiro da casa, é necessário levar em consideração os custos com a documentação, com as possíveis reformas e, por fim, com a mobília e com a decoração.

Planejando-se com antecedência, você terá a chance de poupar por mais tempo e com cuidado. Faça cortes de gastos desnecessários, estipule um valor mensal para a poupança e considere adquirir um consórcio imobiliário.

Essa modalidade de aquisição se mostra uma excelente opção, pois as parcelas são calculadas conforme as suas possibilidades. Isso, é claro, sem contar que as facilidades envolvidas permitem que a sua família foque a saúde financeira para melhorar a qualidade de vida em longo prazo.

Faça uma lista de todos os itens que são necessários

As listas são as principais amigas de quem está montando uma casa. Isso porque, muitas vezes, elas evitam que compras por impulso sejam feitas. Portanto, ande sempre com a sua e vá marcando tudo que for adquirido.

Se você for ainda mais organizado, anote os valores de cada item e as formas de pagamento para que seja viável calcular o quanto está gastando, evitando tomar aquele susto quando a fatura do cartão de crédito chegar.

Pesquise a reputação das lojas

Com a internet, o número de lojas de móveis e de decoração deu um salto. Geralmente, elas oferecem preços mais acessíveis do que os ofertados em lojas físicas, e as pessoas ficam tentadas a colocar todos os itens no carrinho.

Contudo, é muito importante que você pesquise a reputação dos estabelecimentos antes de realizar qualquer aquisição. Procure em sites, como o Reclame Aqui, em listas do Procon e em fóruns nas redes sociais e verifique se há reclamações sobre as empresas, quantas e como elas habitualmente lidam com os problemas.

Tenha cuidado com os parcelamentos

Muitos brasileiros gostam de fazer compras parceladas, até mesmo quando os valores são baixos. Esse é, inclusive, um dos grandes vilões responsáveis pela inadimplência e pelo endividamento de muitas pessoas.

É claro que todo mundo quer comprar aquela televisão de última geração ou aquele vaso lindíssimo que viu na internet. Mas, ao montar a sua casa, o controle deve ser a palavra-chave. Assim, analise calmamente se todos os itens são necessários e se vale a pena se comprometer por tanto tempo com um parcelamento.

Lembre-se de que, dependendo do valor, a sua renda poderá ficar prejudicada a ponto de você não conseguir fazer outras coisas, como passear, viajar e comer fora. Portanto, não deixe de elencar as suas prioridades e determine o seu orçamento antes mesmo de ir às compras.

Como realmente montar uma casa nova?

Montar uma casa nova, como dito, é um momento extremamente prazeroso. Afinal, envolve muito orgulho daquilo que foi conquistado, não é mesmo?

No entanto, sabemos que essa é uma tarefa que demanda diversos cuidados para a aquisição dos itens essenciais — bem como daqueles que desejamos para deixar o imóvel com a nossa personalidade —, porém sem estourar o orçamento estipulado. Por isso, a seguir, veja algumas recomendações que podem ajudá-lo a manter tudo sob controle.

Sala de estar

A sala de estar normalmente é o coração da casa. Isso porque é nela que você recebe as visitas, interage com a família e descansa depois de um dia intenso de trabalho. Por essas e outras razões, o ambiente merece, sim, uma atenção especial. Além do mais, pense bem: esse geralmente é o espaço que causa a primeira impressão (seja ela boa, seja ela má) ao entrarmos em um imóvel.

Então, anote aí: para montar a sala, o primeiro móvel que deve ser adquirido é o sofá. Com um sofá confortável, de tamanho apropriado para a quantidade de moradores e com um material de qualidade, você já pode partir para um painel ou para um rack que comporte adequadamente a televisão e outros aparelhos eletrônicos.

As cortinas, embora sejam decorativas, também costumam garantir a privacidade dos moradores, tendo em vista que as janelas ficam voltadas para a parte externa. Portanto, é essencial considerá-las como um item obrigatório.

Outros elementos, como uma mesa de centro, os tapetes, as almofadas, os quadros e os vasos, podem ser comprados por último — e só se você quiser. No entanto, mesmo que não sejam itens essenciais, eles costumam fazer toda a diferença na estética e no conforto do cômodo.

Sala de jantar

Sabemos que os apartamentos atuais estão cada vez menores. No entanto, ainda há a possibilidade de ter uma sala de jantar, mesmo que pequena. Se esse for o seu caso, avalie bem o espaço disponível para que ele não fique apertado. Leve em consideração o perfil de quem morará na casa — se vocês gostam de receber os amigos e os familiares ou se o espaço acaba por ser utilizado apenas no dia a dia.

Com essas perguntas respondidas, é chegada a hora de investir na mesa de jantar e nas cadeiras. As redondas são indicadas para espaços pequenos e quadrados. As retráteis também são uma opção interessante, tendo em vista que é possível utilizá-las conforme a necessidade.

Os acessórios também são importantes na composição dessa área. Toalhas de mesa, jogos americanos e conjunto de louças são básicos. Se você tiver espaço, é interessante investir em um centro de mesa ou em uma cristaleira bem bonita, que pode servir tanto para guardar aqueles itens especiais quanto para fazer um bar. Se a sua sala de jantar for pequena, faça uso de nichos e de prateleiras — eles são os melhores amigos de quem procura organização e estilo em um espaço reduzido.

Além disso, existem os móveis no estilo "dois em um" (também conhecidos como "multifuncionais"), que fazem muita diferença em apartamentos com pouco espaço. Por exemplo, uma mesa que fecha na parede e funciona também como um balcão criativo pode ser uma solução interessante para fazer as refeições e agregar estilo ao ambiente.

Quarto

Chegamos a uma das partes mais especiais da casa: o quarto. É nele que você vai recarregar as suas energias e renovar as forças para dar conta da rotina. Por isso, além de bonito, esse cômodo deve ser agradável, confortável, acolhedor e favorável ao descanso.

Para começar, seja um quarto de solteiro, seja um quarto de casal, nada de deixá-lo muito cheio, combinado? O mais recomendado é que esse ambiente seja clean e preserve uma boa área de circulação. Os móveis essenciais são: cama, colchão e guarda-roupa — ou closet. Outros mobiliários, como penteadeira, pufe, chaise e mesa de cabeceira, são totalmente opcionais e são interessantes apenas se não comprometerem o espaço.

No que diz respeito ao enxoval, boas roupas de cama são indispensáveis. Então, invista em colchas, mantas, edredons, lençóis, protetores de colchão e fronhas de qualidade. Não é preciso exagerar na quantidade de itens, mas o ideal é que você tenha, pelo menos, duas peças de cada, para que seja possível alterná-las. Na prática, não existe uma regra quanto ao tamanho — que vai variar de acordo com a composição de cada família e com os hábitos dos moradores.

Cômodo de hóspedes

Caso o seu novo lar tenha espaço suficiente para um quarto de hóspedes, você precisa também incluir móveis para tornar o ambiente mais confortável e prático. Na hora de receber as visitas, o mais indicado é que o local seja focado na praticidade. Dessa forma, as primeiras compras devem ser de uma cama, de um pequeno guarda-roupa para acomodar as roupas de cama, de uma mesa de apoio ao lado e de uma televisão, se possível.

Vale ainda ter atenção especial à aquisição de uma cortina funcional, que tenha conexão com a proposta da decoração e que deixe o quarto escuro o suficiente para uma boa noite de sono. Como o cômodo será ocupado somente em algumas ocasiões, não é necessário se preocupar com uma decoração muito elaborada. A ideia é que o hóspede tenha o essencial à sua disposição e fique confortável.

Cozinha

A cozinha é o cantinho mais gostoso da residência. Afinal de contas, é nesse espaço da casa que as refeições são preparadas e, muitas vezes, até consumidas. Por isso, o ambiente precisa ser organizado e funcional. É necessário, portanto, focar o essencial.

Se o seu espaço for reduzido, invista em móveis planejados para auxiliarem na organização de tudo que for necessário guardar. Uma boa dica é usar e abusar de armários suspensos e de prateleiras, que são muito versáteis.

Com os espaços delimitados, você pode começar a comprar os itens básicos, como geladeira e fogão. Esses são os mais importantes e também os que mais demandam orçamento. Em um segundo momento, você pode comprar os eletrodomésticos que até são importantes, mas não indispensáveis, como o micro-ondas e o liquidificador.

Por fim, equipe a sua cozinha com itens que trazem praticidade ao dia a dia, mas que podem ter a compra adiada. É o caso de um grill, de uma torradeira, de uma fritadeira elétrica, de uma máquina elétrica para o preparo do arroz, de uma batedeira etc. Para completar, adquira pratos, talheres, panelas, vasilhames plásticos, copos e um bebedouro ou um filtro.

Banheiro

Ao contrário do que muita gente pode pensar, a verdade é uma só: não é por ser um espaço íntimo e privado que o banheiro deve ser negligenciado na hora da montagem da casa. Esse cômodo também demanda muitos cuidados e requer a aquisição de alguns itens essenciais.

Primeiramente, cheque se o chuveiro e a torneira estão em perfeito estado de funcionamento. Em seguida, adquira um kit de bancada, com saboneteira e porta-escovas. Invista em toalhas de banho e de rosto novas, cesto de roupas sujas e, se for preciso, considere a aquisição de tapetes antiderrapantes, de um suporte para cosméticos e de nichos impermeáveis.

Área de serviço

Na montagem da área de serviço, o seu principal objetivo deve ser facilitar ao máximo as tarefas diárias. É por essa razão que alguns itens não podem faltar, como uma máquina de lavar, um bom varal, os prendedores de roupa, a vassoura, o rodo, o balde e os panos de limpeza.

Em seguida, você pode partir para a aquisição de outros elementos não menos importantes, mas que podem ser comprados mais tarde. Nessa lista, entram a tábua e o ferro de passar, um cesto para armazenar a roupa suja e outro para a roupa a ser passada, bem como um pequeno armário para acomodar os produtos de limpeza.

Garagem

Essa parte não costuma demandar grandes investimentos na montagem. No entanto, para tornar o espaço mais funcional e versátil, algumas prateleiras podem ser instaladas. Afinal, onde você vai colocar a caixa de ferramentas adquirida para lidar com eventualidades?

Outro ponto que deve ser considerado é fazer com que o espaço tome o mínimo de sol possível para não prejudicar a pintura dos veículos que ali estarão. Então, avalie a possibilidade de instalar uma cobertura que torne tudo mais funcional e seguro.

Sem contar que também é interessante, caso tenha espaço suficiente, separar um local para guardar coisas de grande volume que precisam ser armazenadas de forma segura. Entre os principais exemplos, estão uma piscina de plástico, uma churrasqueira portátil e os brinquedos.

Varanda

Se você preferir, a varanda pode ficar totalmente livre. Por outro lado, caso escolha decorá-la para deixar a área mais convidativa, vale a pena investir em plantas, em redes e em alguns móveis, como cadeiras e mesas de madeira dobráveis que possam ser guardadas facilmente quando não estiverem em uso. Independentemente do estilo, o segredo está em optar por peças simples para valorizar o espaço.

Uma proposta muito bacana é a criação de um jardim vertical. Essa é uma tendência no setor de decoração que torna o ambiente muito mais bonito e traz o verde para a sua casa. Ainda que seja um apartamento compacto, por exemplo, existem jardins verticais com diferentes propostas que se encaixam bem em diferentes tipos de ambientes.

O mais importante é escolher as espécies de plantas adequadas, criar um contexto que tenha relação direta com o bem-estar e analisar a luminosidade da varanda. Para fazer a montagem, você vai precisar de alguns acessórios, como as madeiras em que as plantas serão inseridas e a terra para que você faça todo o processo de plantação de maneira adequada.

Home office

Muitas pessoas têm aproveitado um cantinho da casa para criar cômodos de estudo ou de trabalho — são os chamados home office. Para equipar esse espaço, aposte em uma escrivaninha, em prateleiras para livros, ficheiros e pastas para documentos, além de uma cadeira bem confortável. Se couber, um sofá-cama também é bem-vindo, abrindo o leque de possibilidades para acomodar hóspedes, se necessário.

Claro que tudo varia conforme a profissão exercida no regime home office. Então, os acessórios adquiridos e os móveis podem ser decisivos para tornar o ambiente o mais funcional possível conforme as suas demandas. O mais indicado, em uma situação como essa, é planejar o espaço de trabalho junto da organização da casa antes da mudança com a intenção de que a dinâmica de cômodos fique bem distribuída.

Por exemplo, alguns trabalhos precisam de silêncio e de ambientações pensadas para impulsionar a criatividade. Sendo assim, se o cômodo ficar em um local muito escuro ou barulhento, a produtividade será seriamente comprometida. Com isso, além da escolha minuciosa do espaço, pense também em como apostar em outras formas de deixá-lo mais funcional.

Imagine só se um telefone que toca na sala de estar gera ruídos no home office e atrapalha as atividades. Seria completamente frustrante, não é mesmo? Dessa maneira, portas e janelas que abafam os ruídos externos são excelentes pedidas. Outra dica de ouro quando se trata de produtividade é garantir um local para o famoso cafezinho, que traz aquela injeção de ânimo para o expediente em casa.

Por que cogitar um consórcio para a casa nova?

Manter a organização financeira para realizar os seus sonhos não é uma tarefa fácil. Afinal de contas, montar a casa nova envolve uma série de decisões que precisam ser pensadas cuidadosamente para que tudo fique confortável sem se sobrecarregar nos gastos. Uma excelente forma de se preparar em longo prazo é apostando em um consórcio para a compra do imóvel.

Com essa opção, existe a chance de escolher o prazo e o parcelamento para que tudo se encaixe conforme o seu perfil e as suas expectativas financeiras. Sem contar que, ao pagar as quantias mensais, fica muito mais simples manter uma organização dos valores de entrada e de saída e tomar boas decisões focando em conforto no futuro.

Em um consórcios imobiliário também é possível utilizar o FGTS para dar lances ou mesmo quitar o saldo devedor. Para isso, é necessário seguir as regras impostas para a utilização do fundo, que podem ser conferidas diretamente no site da Caixa Econômica.

Ausência de entrada

A ausência de entrada ao fazer o consórcio também é uma aliada no que tange ao controle financeiro de quem precisa montar uma casa nova. O participante deve apenas fazer o pagamento da primeira parcela para participar da assembleia, mas não são requeridos valores de entrada, como em outras opções de compra. A explicação para tanto é que o preço do bem costuma ser dividido de maneira integral conforme as mensalidades preestabelecidas em contrato firmado entre os consorciados e a administradora.

Pronto! Agora, você já sabe como montar uma casa cheia de personalidade e com um planejamento bem-feito. Para que cada detalhe fique como a família sempre sonhou, é importante tomar boas decisões desde a compra do imóvel até a decoração final. Por esse motivo, optar por um consórcio imobiliário se torna a forma mais tranquila de conquistar o patrimônio com segurança e com equilíbrio financeiro.

Gostou das informações do artigo? Então, leia também sobre os aplicativos de decoração que podem ajudá-lo a planejar a casa nova de maneira otimizada.
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
home
Seu imóvel

Decoração 2022: veja as tendências e aplique na sua casa!

home
Seu imóvel

Crédito imobiliário: conceito, aplicações, vantagens e riscos

home
Seu imóvel

21 perguntas respondidas sobre o pagamento do ITBI