Home staging: conheça 5 dicas de como adotar essa prática!

Você conhece a técnica Home Staging e como ela pode deixar seu imóvel muito mais interessante? Descubra em 5 dicas o que fazer antes de vender ou alugar.
  • Atualizado em May 12, 2021
  • Publicado em May 12, 2021
  • Seu imóvel

O home staging representa mudanças estratégicas em imóveis para facilitar a sua venda ou locação. Esse tipo de serviço surgiu nos anos 1970, nos Estados Unidos, quando uma corretora imobiliária percebeu que as alterações no visual, mesmo que pequenas, já eram suficientes para chamar a atenção dos compradores.

A maneira como as pessoas enxergam o imóvel varia conforme a primeira impressão. Dessa maneira, usar artifícios específicos que se encaixem com a necessidade de cada ambiente agrega valor aos detalhes e faz com que o potencial comprador visualize seu futuro lar.

Quer saber mais? A seguir, você confere como funciona e quais dicas adotar para fazer um home staging de sucesso. Acompanhe!

Saiba como funciona o home staging

Desenvolvida pela corretora imobiliária Barb Schwarz, a técnica se aprimora no mercado de imóveis há 50 anos. Ao lidar com os desafios da profissão, ela percebeu que modificar alguns detalhes fazia com que o imóvel fosse vendido de maneira mais rápida. Isso, mesmo com um preço maior que o anunciado inicialmente.

O trabalho gira em torno de identificar os pontos fortes para valorizar a propriedade na visão dos interessados, reduzir ao máximo os pontos fracos e aprimorar o visual com o objetivo de deixá-lo mais interessante. A base que estrutura o conceito se divide em três pilares:

  • estratégias detalhadas de marketing;
  • estudos de design de interiores;
  • conhecimentos em relação ao mercado imobiliário e perfil dos compradores.

Apesar de ser um conceito muito forte na Austrália, Estados Unidos e Europa de modo geral, o home staging ainda está em fase de expansão no Brasil. Em função disso, quem deseja vender um imóvel ou investir em uma opção que pode ser negociada no futuro precisa treinar o olhar para colocar a técnica em prática.

Adote o home staging com 5 dicas práticas

Agora que você já conhece como o conceito funciona, precisa ficar por dentro das técnicas mais usadas. O imóvel negociado precisa ser visto como uma espécie de vitrine de shopping, que desperta o desejo do potencial cliente.

Vale lembrar que o ideal é que essa criação seja harmoniosa visualmente. É válido demonstrar funcionalidades, por exemplo, para que seja possível se imaginar morador do local ou enxergar suas principais vantagens. Veja!

1. Entenda a diferença entre a técnica e decoração

Muitas pessoas confundem o home staging com decoração. Nada disso! Os dois não são nem mesmo sinônimos no fim das contas. Tenha em mente que o conceito de home staging pode ser desenvolvido em diferentes vertentes do imóvel — desde higienização, arrumação de algo que não esteja agradável visualmente até mudanças estruturais em apenas um cômodo.

Outro ponto interessante é que, diferentemente da decoração, a técnica deve ser pensada de forma que agrade a todos. Por exemplo, uma parede vermelha no quarto é questão de gosto e, certamente, não será bem aceita por todos. Agora quando as mudanças envolvem distribuir uma cartela de cores em tons neutros para tornar o ambiente mais iluminado, arejado e agradável, as chances de unanimidade é muito maior.

Essa percepção se estende por vários outros setores, como um fator que torna o imóvel uma escolha conforme os padrões de percepções universais. Na prática, o home staging precisa agradar a todos independentemente da idade, origem ou gostos pessoais.

2. Evite tendências passageiras

Quando se trata de um imóvel, adotar tendências de decoração e estruturais pode tornar a tarefa de valorizá-lo muito mais complicada. De fato, as variações da moda passam rapidamente e você não consegue fazer as mudanças necessárias para que os espaços fiquem mais harmoniosos na hora de anunciá-lo.

O grande segredo está sempre em pensar na possibilidade de agradar o maior número possível de potenciais compradores. Para isso, valorize escolhas neutras, mas que tenham um bom toque de personalidade. Ao tomar uma decisão, questione se o formato agrada tanto as pessoas mais velhas quanto as mais jovens, por exemplo.

3. Capriche na higienização

Pode até parecer uma dica óbvia, mas, certamente, você já deve ter visto fotos de anúncios de imobiliárias em que o apartamento está cheio de móveis — e isso faz com que ele pareça bagunçado. Automaticamente, ao batermos o olho nesse tipo de imagem, nosso cérebro não registra informações confortáveis.

Isso é determinante para que a vontade de comprar seja despertada desde o primeiro contato. Então, ao pensar em anunciar um imóvel, certifique-se de que as fotos serão bem harmoniosas e minimalistas. Só assim será possível conquistar pelos detalhes estruturais, amplitude de espaços e funcionalidade de modo geral.

4. Reconheça as boas características do imóvel

Não precisa ter trabalhado com vendas durante muitos anos para saber que destacar os pontos positivos de um produto é a melhor maneira de fazer com que ele pareça um excelente negócio. Então, faça uma lista do que pode encher os olhos dos potenciais compradores e deixe o trabalho de apresentação mais valorizado.

Por exemplo, uma janela com cortina fechada em um imóvel de vista natural e maravilhosa representa um grande erro. Também é interessante preparar argumentos para explicar como esses pontos positivos valorizam a experiência dentro do imóvel. Assim, torna-se mais fácil tirar todas as dúvidas e comprovar o que realmente chama mais a atenção.

5. Faça fotos de qualidade

As imagens do imóvel serão o primeiro contato que a maioria dos clientes terá com a oportunidade de compra. Sendo assim, estude todos os ângulos e possibilidades para entender como valorizar a iluminação e registrar fotos de qualidade.

A percepção do ângulo faz muita diferença, especialmente no tamanho dos cômodos. Uma dica interessante, nesse caso, é fazer vários testes enquanto registra as fotos oficiais. Mostre o resultado para outras pessoas antes de tomar a decisão sobre quais serão usadas.

Agora você já sabe o que é home staging e como usar a técnica para valorizar imóveis com eficiência e simplicidade. Como ainda se trata de um recurso em processo de expansão no Brasil, o ideal é aproveitá-lo ao máximo para se destacar da concorrência e alcançar excelentes resultados no mercado imobiliário.

Gostou das informações do artigo? Então, leia também sobre os principais motivos que revelam que chegou o momento de mudar de casa!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
home
Seu imóvel

Confira nossas dicas de planejamento para reformar a cozinha!

home
Seu imóvel

O valor do metro quadrado do imóvel é justo? Saiba como avaliar!

home
Seu imóvel

Como montar uma casa: saiba tudo o que você precisa adquirir