O que é projeto arquitetônico, para que serve e quais as etapas?

Entenda, neste artigo, o que é um projeto arquitetônico e como ele impacta diretamente no resultado de uma construção.
  • Atualizado em September 28, 2021
  • Publicado em September 28, 2021
  • Seu imóvel

Você sabe o que é projeto arquitetônico? Esse processo é decisivo para o andamento de uma obra e para que cada detalhe fique exatamente como o esperado. Em cada etapa de avaliação, se torna mais simples tirar o que o foi imaginado do papel e passar pelos desafios técnicos com facilidade.

Além de contar com um arquiteto que tenha perspectiva criativa, o trabalho ainda deve combinar planejamento e tecnologia, para que a casa dos seus sonhos aconteça. Tudo isso sem deixar de lado economia e segurança, mantendo um relacionamento de confiança indispensável entre o profissional e o cliente.

Quer saber mais? Vamos falar sobre o que é um projeto arquitetônico e mostrar quais são os benefícios de criar um. Acompanhe!

Entenda o que é projeto arquitetônico

O projeto arquitetônico representa a melhor maneira de tirar as ideias de uma construção abstrata e fazê-las ganhar forma. Na prática, se trata de um conjunto de documentos e plantas que são fundamentais para a concepção e edificação de um plano.

Para que fique mais claro, você pode imaginar como o processo de evolução de um desenho de esboço em um guardanapo para um desenho com normas técnicas pensado com as exigências de execução. Por exemplo, é dentro do projeto arquitetônico que o número de pavimentos, o sistema construtivo e outras características do projeto são definidos.

Além disso, acontece a combinação de conhecimento técnico e organização, que agregam muito ao resultado da obra. Sem contar a qualidade, que é diferenciada por tratar todo o trabalho de maneira estratégica e personalizada, conforme a ideia inicial.

Conheça as etapas

O projeto arquitetônico reúne diversas informações que definem desde o tamanho dos cômodos, a espessura das paredes, a dimensão das janelas, até a acessibilidade do local, entre outras questões.

A partir disso, ele é composto por algumas etapas que facilitam todo o seu desenvolvimento. Veja a seguir em detalhes e entenda!

Elaboração dos programas de necessidades e entrevista

A primeira etapa consiste na elaboração dos programas e a entrevista do arquiteto com o cliente responsável pela contratação. Esse momento é muito importante, pois, aqui, o contratante vai dizer tudo o que espera da construção, a expectativa de custo, os materiais mais adequados e o tipo de técnica utilizada.

O programa de necessidades funciona como uma espécie de planejamento, em que é feito um levantamento sobre tudo o que será necessário para tirar as ideias do papel. Um grande diferencial está em tomar decisões baseadas na apresentação de referências, que podem ajudar a conhecer os benefícios de cada tipo de projeto.

Seja uma família em busca de comprar uma casa mais ampla, a construção do apartamento dos sonhos ou a montagem de um ponto comercial, o alinhamento do projeto arquitetônico logo em sua fase inicial é fundamental para garantir segurança, beleza e boa estrutura.

Anteprojeto

Essa é a primeira proposta gráfica que o arquiteto responsável pelo trabalho apresenta, com base nas informações colhidas na entrevista e na elaboração de necessidades. A partir disso, acontecem as revisões e o alinhamento das considerações que fazem a construção tomar forma conforme o cliente sonha.

De maneira geral, não existe um formato padrão de apresentação. O mais importante é que a proposta fique totalmente clara com a possibilidade de ter a dimensão da versão real de conforto, estrutura e design.

Acompanhe abaixo o que os desenhos da apresentação podem incluir no anteprojeto:

  • maquete;
  • planta baixa;
  • situação;
  • planta de cobertura;
  • cortes;
  • fachada.

Estudo preliminar

Em alguns tipos de trabalho, essa segunda etapa pode ser dividida entre estudo preliminar e anteprojeto. Nesse caso, o anteprojeto se transforma no refinamento do que foi abordado no estudo preliminar entre cliente e arquiteto. Vale lembrar que, nele, o papel do arquiteto é ir muito além das questões de beleza visual e explorar vários conceitos criativos que tornem o projeto harmônico de maneira geral.

Agora, a função do estudo preliminar envolve definir as condições técnicas e econômicas do projeto. Na maioria dos casos, os problemas de origem técnica podem ser contornados conforme o olhar estratégico do arquiteto responsável e investimentos inteligentes que giram em torno de economia, segurança e modernidade.

O principal diferencial está em construir um planejamento detalhado no estudo preliminar. Isso porque muitas obras acabam sendo interrompidas por situações que não foram previamente organizadas, fazendo com que elas se tornem muito mais caras e trazendo uma série de transtornos que podem atrapalhar o prazo.

Topografia

O arquiteto, logo no começo do projeto arquitetônico, precisa estudar as características do terreno, não importa se naturais ou artificiais. Todo esse trabalho acontece em conjunto com o engenheiro agrimensor, que faz o levantamento. Como resultado, o arquiteto consegue planejar a construção para que a movimentação no terreno seja a mais cuidadosa possível.

Ruídos no entorno

Quando você está em busca de um cantinho perfeito, ter um vizinho barulhento é extremamente desagradável, não é mesmo? Por este motivo, vale analisar com cuidado a presença de bares, rodovias, ponto de ônibus, escolas, entre outros.

Com base em suas preferências e hábitos, o arquiteto consegue criar adaptações que minimizem os ruídos ou até mesmo desenvolver uma casa bacana dentro de uma chácara com condomínio fechado. Um bom exemplo está em projetar barreiras com muros vegetais ou paredes mais grossas revestidas com material absorvente.

Insolação e ventilação

O estudo da rosa dos ventos que verifica onde o sol nasce e se põe faz com que o projeto arquitetônico consiga administrar melhor em que local cada cômodo deve ser construído. Para isso, vários fatores devem ser considerados, especialmente o clima predominante de cada cidade que muda todas as perspectivas.

Já o projeto com ventilação pesquisada de maneira estratégica permite que os ambientes fiquem mais ventilados. A partir disso, é possível economizar nos gastos com ar-condicionado e analisar a direção predominante dos ventos em cada horário para tomar decisões baseadas em conforto.

Pronto! Agora você já sabe o que é projeto arquitetônico e quais os principais benefícios. Para que tudo aconteça conforme o esperado, contar com um bom profissional é o verdadeiro diferencial. Assim, fica muito mais simples usar muito bem o orçamento disponível, se programar financeiramente e alinhar as expectativas conforme as possibilidades na hora de tirar os sonhos do papel.

Gostou das informações do artigo? Então leia também sobre quais são as etapas de um bom planejamento de obra.
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
home
Seu imóvel

Como funciona a análise de crédito para a aquisição de um imóvel?

home
Seu imóvel

Contratar um consórcio para comprar casa de praia? Entenda!

home
Seu imóvel

Vale a pena investir em um terreno na praia? Veja como adquirir um!