Sustentabilidade

10 dicas para ter uma casa sustentável e cooperar com o meio ambiente

Veja algumas dicas práticas para tornar sua casa um ambiente sustentável e, assim, preservar a natureza!

Ter uma casa sustentável parece algo fora da realidade ou muito caro de conseguir? Na verdade, essas duas ideias estão equivocadas! Ser ecologicamente comprometido e colaborar com o meio ambiente é algo bem fácil, e que está ao seu alcance.

Há várias formas de tornar sua casa um lugar sustentável e que, de quebra, ainda vão ajudar você a economizar. Pode ser que nem todas elas possam ser colocadas em prática de imediato, mas você pode aderir às mais fáceis agora e se planejar para incorporar as demais.

Que tal conversamos um pouco sobre os conceitos de uma casa sustentável e sobre formas simples de desenvolver essa ideia? Continue a leitura e confira!

O que é uma casa sustentável?

Um ambiente sustentável é aquele no qual as pessoas se comprometem a colaborar com a sustentabilidade do meio ambiente. Isso envolve uma mudança de pensamentos e atitudes. Você pode ter que sair da sua zona de conforto por algum tempo e se adaptar a uma nova rotina. No entanto, os benefícios serão sentidos rapidamente.

Além de mudar comportamentos pessoais, ter uma casa sustentável envolve buscar alternativas mais econômicas, que minimizem o consumo de recursos não renováveis. Embora algumas dessas tecnologias e ferramentas sejam mais caras que as de uso comum, em médio e longo prazo, a economia que proporcionam compensa (e muito!) o investimento feito.

É fundamental ter atitudes e rotinas sustentáveis, pois isso interfere diretamente na qualidade de vida das futuras gerações. Portanto, se você tem filhos (ou pretende tê-los) precisa avaliar, no seu dia a dia, aquilo que é mais prejudicial ao ambiente e tomar a decisão de mudar seu estilo de vida imediatamente.

Como tornar sua casa sustentável?

Há muitas pessoas que realmente desejam colaborar com a preservação do meio ambiente, mas nem todas sabem que caminho tomar. Para ajudar, preparamos 10 dicas práticas e bem eficientes que vão facilitar esse processo e guiar você nos primeiros passos para tornar sua casa um lugar sustentável. Acompanhe!

1. Reduza o consumo de água e energia

Para começar, o básico: tenha como meta reduzir suas contas de água e luz. O seu consumo se reflete diretamente nelas, e acompanhar os gastos mês a mês é um bom parâmetro para saber se você está sendo econômico ou não. Existem diversos pequenos cuidados para conseguir economizar esses recursos sem muito esforço, por exemplo:

- apague as luzes ao sair de cada ambiente;
- aproveite a iluminação natural, deixando janelas abertas e usando cortinas claras;
- feche a torneira enquanto escova os dentes;
- mantenha o chuveiro fechado enquanto passa xampu, sabonete e condicionador;
- deixe para lavar roupas quando tiver o suficiente para encher a máquina, evitando várias lavagens;
- reutilize a água da máquina de lavar para limpar pisos.

Essas são apenas algumas dicas simples. É importante que você avalie sua rotina e reveja cada hábito, pensando no que pode economizar. Sempre vai haver algo de novo para fazer!

2. Diminua o consumo de descartáveis

O mundo está cheio de produtos descartáveis: pratos, copos, sacolas de supermercado, talheres, embalagens de isopor e garrafas pets. Mas, sabe o que é irônico? Eles não se desfazem com facilidade e podem levar até 200 anos para desaparecer na natureza.

Pensando nisso, que tal procurar alternativas viáveis? Existem inúmeros produtos com embalagens biodegradáveis, isto é, aquelas vulneráveis a agentes biológicos. Dê preferência a eles! Também prefira itens que utilizem embrulhos de papel e deixe de lado as velhas sacolas do supermercado. Usar uma bolsa reutilizável ou um carrinho de compras são excelentes formas de minimizar o consumo de plástico.

3. Reaproveite embalagens

Mas se realmente for necessário comprar produtos em embalagens difíceis de descartar, que tal reutilizá-las? Os potes com papinha de bebê são excelentes para guardar temperos. Já os vidros de café solúvel servem para guardar cereais, produtos de limpeza e até objetos pequenos.

Com certeza você pode encontrar um bom uso para muitas embalagens, sem ter que descartá-las no meio ambiente a todo momento.

4. Tenha uma pequena horta

Por falar nisso, que tal usar os velhos potinhos de margarina ou sorvete para plantar uma hortinha em casa? E por que não garrafas pet de água e refrigerante? As pequenas hortas cabem em qualquer espaço e podem ser feitas até na vertical. Aproveite o cantinho da área de serviço onde há luz solar durante o dia ou uma parede da varanda.

Além de temperar a comida, você evita consumir produtos com agrotóxico e ainda ajuda a purificar o ar.

5. Mantenha plantas nos ambientes

Por falar em purificar o ar, as plantas são os grandes heróis dessa tarefa. Isso porque elas consomem gás carbônico durante a fotossíntese e liberam oxigênio. Portanto, tê-las por perto é sempre de grande ajuda. Procure por plantas que suportem ambientes fechados ou luz indireta, como:

- antúrios;
- begônias;
- samambaias;
- espada-de-são-Jorge;
- bambu-mossô;
- ráfis;
- licuala;
- jiboia;
- lírio-da-paz etc.

Há opções para todos os gostos. Escolha aquela que combine com você e com a decoração da sua casa.

6. Utilize lâmpadas de LED

A lâmpada de LED é a que tem menor consumo de energia. Enquanto ela gasta cerca de 7W de potência, a incandescente consome 60W, e a fluorescente, 15W. Em termos de preço, a de LED pode ser mais cara, mas vale a pena investir nela para ter uma casa sustentável. Além disso, a durabilidade do LED é grande, e com o tempo você pode compensar o investimento.

7. Aproveite a energia solar

Sabe aquela dica de abrir as janelas para deixar a luz entrar? Então, ela é excelente para economizar energia e ainda favorece a renovação de ar nos ambientes internos. Portanto, abra tudo sempre que possível. Ter claraboias ou telhados transparentes em alguns pontos também ajuda a aproveitar ao máximo a luz solar.

E se você quiser fazer mais, considere instalar painéis solares. Eles convertem a energia solar em luz elétrica e podem ser utilizados para aquecer a água do banho, por exemplo. Assim, você economiza com gás e energia.

Isso está acima das suas possibilidades no momento? Sem problemas! Que tal comprar lâmpadas solares para as áreas externas. Há spots que acumulam a luz do sol durante o dia e a utilizam para iluminar jardins e corredores. Assim, você evita gastar com lâmpadas nesses ambientes.

8. Use sensores de presença

Essa é outra melhoria que requer algum investimento, mas que compensa muito. Alguém sempre esquece a luz do corredor acesa, não é mesmo? Quanto maior a família, mais isso acontece.

Assim, avalie a possibilidade de instalar sensores de presença na garagem, nos corredores e em lugares que não exigem iluminação constante. Dessa forma, a luz só ficará acesa quando alguém estiver no ambiente, desligando em seguida.

9. Separe o lixo reciclável

Quer colaborar com o meio ambiente? Essa é uma tarefa muito simples: separe o lixo reciclável! Vidros, plásticos, papéis não metalizados e outros itens podem ser reutilizados. Existem vários catadores e até empresas que fazem a coleta seletiva de lixo. Informe-se no seu bairro e passe a contribuir com o meio ambiente proporcionando um destino correto ao seu lixo.

10. Faça compostagem

O lixo orgânico, que não pode ser reciclado, muitas vezes é útil para servir de adubo para sua hortinha, plantas e jardim. Você pode montar uma composteira doméstica e aproveitar borra de café, cascas de frutas e saquinhos de chá, por exemplo. Tudo isso vira um adubo muito rico que vai fortalecer suas plantinhas de forma saudável.

Viu só? Essas dicas podem ser colocadas em prática facilmente e ainda ajudar na manutenção de uma casa sustentável. Aproveite o ensejo e mude sua rotina: basta planejamento para fazer isso acontecer. Quer ver mais? Então, confira quais atitudes simples e sustentáveis você pode incorporar no seu dia a dia!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.