Confira 6 dicas para mobiliar apartamento de forma correta

Precisando mobiliar o apartamento? Confira as dicas que preparamos para ajudar você a deixar seu lar com a sua cara!
  • Atualizado em November 26, 2021
  • Publicado em September 23, 2019
  • Seu imóvel

Saber como mobiliar um apartamento pequeno é uma das partes mais importantes na criação do novo lar. No entanto, a ansiedade para ter tudo no lugar é grande e, na correria, muitos erros podem ser cometidos. Entre eles, gastar mais do que pode nas compras, adquirir itens que não são adequados para o espaço disponível e pagar mais caro por um produto por não pesquisar os preços.

Para ajudar você a acertar na hora de mobiliar a sua casa, vamos dar algumas dicas incríveis neste post: como planejar o espaço, criar uma lista para referência de preços e, até mesmo, como pode valer a pena fazer os seus móveis. Continue a leitura e confira!

1. Planeje o espaço do apartamento

O primeiro passo para acertar na hora de mobiliar o seu apartamento é investir um tempo em planejamento. Para isso, conheça o espaço que tem disponível em cada cômodo e como gostaria de dispor os seus móveis em cada um desses lugares. Aplicativos de decoração podem ser grandes aliados nesse momento.

Ter a planta do apartamento torna essa etapa mais fácil, mas, se não tiver, não tem problema. Use uma trena e tire as medidas dos cômodos do seu novo lar.

Saber o real tamanho da sala, da cozinha, do quarto e do banheiro evita problemas comuns na hora de mobiliar apartamento, como comprar um móvel muito maior do que o espaço em que você gostaria de colocá-lo.

Outro cuidado importante na hora de fazer esse planejamento é conferir o tamanho das portas e o espaço de manobra disponível para os seus móveis entrarem na casa. Infelizmente, é comum comprar itens que simplesmente não passam na porta de entrada e têm que ser trocados por conta disso.

2. Crie uma lista para referência de preços

Depois de conhecer o espaço disponível no apartamento e ter uma ideia de onde gostaria de colocar cada móvel, chega o momento de criar uma lista dos principais objetivos e objetos da mudança. Esse passo ajuda muito na hora de fazer um orçamento, pois sabendo exatamente o que quer, você pode pesquisar preços em lojas diversas.

Quem já tem móveis e pretende adquirir/substituir apenas algumas peças deve especificar isso na lista. Já pessoas que comprarão tudo do zero podem fazer sua lista acrescentando categorias de importância, destacando quais itens são prioritários e apontando aqueles que podem esperar um tempo para serem adquiridos.

Com a sua lista montada, é hora de partir para o processo de pesquisa de preços. O mesmo produto pode ter valores bem diferentes em cada loja. Por isso, vale a pena fazer uma busca online e visitar alguns estabelecimentos antes de fechar negócio.

Nessa etapa, não deixe de negociar preço e prazo de entrega. Pagar à vista também pode ser um bom negócio. Afinal, muitas lojas oferecem bons descontos para quem não parcela e/ou quem compra mais de um móvel de uma vez.

3. Aprenda a fazer os seus móveis

Mobiliar apartamento é uma tarefa divertida, mas que pode sair cara. Se você achou que o orçamento dos itens que precisa adquirir/substituir ficou muito além das suas possibilidades financeiras, pode considerar a opção de aprender você mesmo a fazer alguns móveis para reduzir custos.

Estantes, mesas de centro e bancos, por exemplo, são peças que não são difíceis de serem feitas. Você pode fazer um curso de marcenaria ou, até mesmo, assistir a tutoriais no YouTube. Fazer você mesmo alguns móveis pode deixar o seu orçamento mais folgado e ainda possibilita que você tenha peças exclusivas na nova casa — além, é claro, de ser um ótimo hobby.

Quem não gosta muito da linha do "Faça Você Mesmo" pode economizar de outras formas. Veja a possibilidade de adquirir móveis e itens de decoração de segunda mão, buscando peças em brechós ou antiquários.

Pedir uma ajuda para amigos e familiares também é outra alternativa. Todo mundo tem aquele móvel que não liga tanto, mas que pode ficar incrível na casa de outra pessoa.

4. Tenha atenção aos itens indispensáveis

Não são poucas as pessoas que ficam perdidas na hora de um mobiliar apartamento. Afinal, é muita coisa para planejar, principalmente para quem nunca passou pela experiência antes. Por isso, veja alguns itens que não podem ficar de fora da sua lista!

Eletrodomésticos

Geladeira, fogão, televisão, computador, máquina de lavar. São diversos os eletrodomésticos que não podem ficar de fora da sua lista. Há, ainda, os que não são indispensáveis, mas fazem a diferença no dia a dia, como cafeteira, liquidificador, ar-condicionado, ventilador e micro-ondas.

Utensílios em geral

Pense em todos os utensílios que você usa no dia a dia, como talheres, panelas, roupas de cama e de banho e afins. São esses que não podem ficar de fora da sua lista na hora de mobiliar um apartamento.

Móveis

Mobiliar apartamento só é possível com móveis, claro. Comece pelos mais básicos, como cama, sofá, mesa de jantar, cadeiras e armário. Depois, adicione a mobília que não é indispensável, mas faz a diferença na decoração, como cômoda e mesa de canto ou de centro.

Objetos de decoração

Por fim, são os objetos de decoração que darão o toque pessoal ao seu novo lar. Apesar de não serem tão importantes quanto os móveis, os eletrodomésticos e os utensílios, eles fazem toda a diferença na criação de um ambiente acolhedor.

5. Crie um cronograma de compras

Agora que você já sabe tudo o que é necessário para mobiliar um apartamento, precisa construir um cronograma de compras. Afinal, comprar tudo de uma vez pode desequilibrar as finanças e comprometer o orçamento por alguns meses.

Comece sempre pelos itens prioritários, como geladeira, fogão e cama, e deixe para o final os objetos de decoração, que podem ser comprados aos poucos.

Por mais que a ansiedade de ver o novo apartamento arrumado seja grande, evite gastar mais do que deve para não ter dor de cabeça no futuro.

6. Use alguns truques

Existem alguns truques de decoração que podem fazer muita diferença na hora de mobiliar um apartamento pequeno. Um bom exemplo disso é usar espelhos em pontos estratégicos para causar uma sensação de amplitude. Vale ressaltar que é preciso ter cuidado na escolha do formato do espelho. Os verticais são responsáveis por ampliar a altura. Já os horizontais, modificam a largura.

Quando o apartamento tem o pé direito alto, a melhor opção está nos verticais e nos outros ambientes, os horizontais costumam ficar melhor. O reflexo do local onde o espelho fica localizado também é muito importante para que o ambiente não perca em conforto. Como acontece a duplicação de tudo o que tem no cômodo, tenha cuidado com excessos na decoração e paredes muito coloridas.

O problema é que o espaço tende a ficar muito poluído e com reflexos que se tornam um desconforto para a visão. Em cômodos que tenham entrada de luz natural, é muito interessante investir em um espelho que atue na ampliação da luz e deixe o apartamento mais iluminado de modo geral.

Integração de ambientes

Você sabia que mesmo em apartamentos pequenos é possível integrar ambientes de maneira criativa e estilosa. A sugestão inicial, aqui, envolve remover as paredes quando possível. Uma cozinha americana integrada com a sala, por exemplo, traz uma boa amplitude e pode fazer com que o espaço se transforme em um local de confraternização entre os moradores que podem bater um papo enquanto cozinham.

Outra dica muito usada gira em torno de caprichar na escolha do piso da casa. Optar por deixá-lo igual em todos os cômodos traz a sensação visual de que estamos em mesmo espaço que se alonga. Quando tudo está uniforme, a decoração também costuma ser muito mais elegante e sem contar que a compra dos pisos em grande quantidade representa a chance de conseguir bons descontos.

Consórcio

A conquista de uma casa nova é uma grande realização. No entanto, as questões financeiras que envolvem cada etapa desde a assinatura de contratos até a finalização da decoração são extremamente altas e podem comprometer sua organização financeira durante muito tempo. Na prática, muitas pessoas depois que adquirem um bem ficam enroladas em dívidas e isso é extremamente prejudicial em longo prazo.

É fácil encontrar um consórcio imobiliário alinhado ao seu perfil, já que as administradoras trabalham pensando na diversificação dos produtos oferecidos. Avalie o valor do imóvel, prazo e valor das parcelas. Defina esses parâmetros e se organize financeiramente. Além disso, a utilização do crédito é bastante flexível, podendo ser utilizado para a compra de imóveis prontos ou na planta, aquisição de terrenos, realização de reforma ou construção.

Escolha a parcela que melhor se encaixa ao seu orçamento e se puder, ofereça um lance para tentar adiantar a sua contemplação. O consórcio é uma maneira acessível para a aquisição de um apartamento ou casa, uma vez que não há incidência de juros, apenas a cobrança de uma taxa de administração, que é um percentual da carta de crédito, prefixado em contrato e diluído pelo prazo de pagamento. — uma alternativa interessante e planejada.

Saber como mobiliar um apartamento pequeno é a chave para otimizar o espaço e escolher móveis adequados ao local e que não atrapalhem a circulação nos ambientes. Siga as nossas dicas e não erre na hora de escolher as melhores mobílias e acessórios para o seu lar!

Quer reformar um imóvel de forma econômica e inteligente? Então, não deixe de baixar agora mesmo o nosso guia rápido!
cta-guia-reforma-imovel-economico-e-inteligente
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
home
Seu imóvel

Novos ares: o que é preciso para mudar de cidade?

home
Seu imóvel

Os 9 principais direitos do inquilino que você precisa conhecer

home
Seu imóvel

Já pensou em construir com uma construtora? Veja se vale a pena