Como construir uma casa? Veja agora o passo a passo!

Quer construir uma casa, mas não sabe ainda por onde começar? Confira o passo a passo que preparamos para ajudar você!
  • Atualizado em December 14, 2021
  • Publicado em October 28, 2020
  • Seu imóvel

Comprar um imóvel próprio é o desejo de grande parte dos brasileiros, mas construir a casa do jeito que sempre se imaginou é um sonho ainda maior. Muitas vezes, quando nos vemos diante da necessidade de decidir entre comprar e começar tudo do zero, surgem alguns questionamentos. Dentre eles, os principais geralmente são "Como construir uma casa?" e "Será que eu vou dar conta de todo esse processo?".

A resposta é: sim, desde que você faça um bom planejamento e conte com profissionais capacitados para ajudá-lo a lidar com o maquinário, com o preparo, com o planejamento, com a montagem, com a mão de obra e com os diversos outros fatores. Neste post, nós vamos explicar como você pode usar o consórcio para atingir esses objetivos.

Para auxiliá-lo a pensar melhor no assunto e a se organizar para a construção da sua casa dos sonhos, elaboramos um passo a passo. Confira-o a seguir!

Comece fazendo um bom planejamento

Não há como escapar: toda grande decisão que nós tomamos em nossa vida depende de muita análise e de um bom planejamento. Então, é hora de reunir a família e pensar, de forma conjunta, nesse plano — que deve ser de longo prazo.

Algumas questões que precisam ser respondidas dizem respeito à possibilidade de aumentar a família, de morar na casa que será construída até o fim da vida ou de investir agora para se mudar depois, entre outros pontos importantes. Com essas respostas já definidas, virá o momento de imaginar o que vocês realmente desejam. Nesse estágio, questionem-se, por exemplo, se:

  • Vocês gostam de receber parentes e amigos em casa?
  • Preferem ter um quintal amplo para a área de lazer a ter cômodos mais confortáveis?
  • Será uma boa ideia ter uma casa com dois pavimentos ou o melhor é que ela seja plana?
  • É preciso haver um quarto extra para receber mais pessoas ou o melhor é ter um escritório?

Além disso, é preciso considerar o orçamento familiar no momento em que vocês estiverem planejando a construção da casa. Assim, será possível decidir com mais tranquilidade quais serão os custos e de que forma eles serão pagos (à vista, por meio de um consórcio, optando por um financiamento etc.).

Procure bons profissionais para o projeto

Construir uma casa é um projeto complexo e que demanda tempo e conhecimento técnico. Por isso, não faça nada sozinho. Procure uma equipe composta de arquitetos e de engenheiros que vão ajudar você a escolher as melhores opções, além de lidar com os fornecedores, com os materiais e com a mão de obra.

Acredite: esse é um investimento que vale a pena e que deve ser considerado, inclusive, para ajudar a reduzir os custos da sua obra. Tendo os profissionais contratados, comece a fazer pesquisas sobre como deverá ser a sua casa.

Uma boa alternativa é passear pelos bairros da sua cidade e ver quais tipos de residências combinam mais com o seu estilo e com o de sua família. Em seguida, converse com o arquiteto sobre as suas preferências. É no projeto que você poderá fazer mudanças, pois, após o início da construção, elas poderão custar mais caro.

Fique atento ao cumprimento das leis

Os profissionais contratados para a realização da sua obra são especializados no assunto e, portanto, é importante que eles cuidem dessa questão. Cada município tem as suas regras próprias para a construção, que devem ser seguidas para que você não tenha problemas no futuro.

Então, peça para que eles verifiquem as legislações de zoneamento da cidade. Determinados detalhes (como o recuo mínimo das laterais) são importantes, assim como a documentação do projeto, que deve ser submetida para a aprovação junto à prefeitura local.

Não se esqueça da documentação para a obra

Quando falamos em documentação, há, pelo menos, duas questões importantes que devem ser levadas em consideração. A primeira se refere aos contratos firmados com os profissionais que farão parte da sua obra. Neles, é fundamental que constem todos os deveres e todos os direitos combinados no momento em que foi iniciado o projeto.

A segunda tem a ver com o tópico anterior. Fique atento às questões legais, ou seja, exija que o profissional atenda à legislação ambiental, atue para a obtenção de alvarás, obtenha a aprovação do projeto hidráulico, entre outros.

Orce todos os materiais

É preciso que haja muita organização para que a construção da casa realmente seja mais vantajosa do que a compra de um imóvel pronto. A fase de orçamento é essencial para que isso ocorra. O ideal é que a aquisição de materiais seja feita de uma só vez para garantir bons descontos e melhores condições de pagamento.

Os arquitetos e os engenheiros costumam ter boas relações com os fornecedores. Assim, tenha bastante atenção às indicações dos materiais com o melhor custo-benefício e faça muitas pesquisas antes de escolher a loja de materiais de construção ou o home center.

Nesse levantamento de custos, você poderá decidir em que será possível economizar e quais são os materiais mais interessantes pelos quais se deve optar, mesmo com preços mais altos, em nome da qualidade. Por fim, aproveite que está iniciando do zero e consulte as alternativas mais sustentáveis, como o reaproveitamento de água, o uso de energia solar, entre outras.

Faça a preparação do terreno

Agora é iniciada a obra propriamente dita. A primeira etapa é a preparação do terreno, que é essencial para que a qualidade construtiva seja garantida e para que os custos finais não ultrapassem o seu orçamento.

Os profissionais responsáveis pela construção devem, então, fazer a avaliação topográfica e considerar no projeto a orientação solar. Se houver aclives, eles precisam ser aproveitados da melhor maneira no planejamento da sua casa.

Tenha cuidado na hora da fundação e também do alicerce

A fundação e o alicerce são as bases da sua construção e, por isso, podem ser as partes mais delicadas da obra. É nesse momento que os profissionais atuarão na sustentação do imóvel, fazendo as estacas e as colunas, além da impermeabilização. É preciso que haja um especial cuidado com os materiais e com o projeto para que você não tenha problemas futuros com rachaduras e infiltrações indesejadas.

Passe para as etapas de alvenaria e do telhado

Com a base pronta, você começará a enxergar melhor a sua casa sendo construída. É chegada a hora de levantar as paredes. Nesse momento, os profissionais já começam a fazer o contrapiso, a laje e a cobertura.

Por fim, será feita também a estrutura do telhado, que pode ser aparente ou embutido, dependendo do projeto. Essa costuma ser a fase mais rápida de toda a obra.

Tenha atenção à parte elétrica, à parte hidráulica e aos acabamentos

Novamente, aqui, entramos em uma etapa que merece muito cuidado quanto à escolha dos materiais e à sua instalação — que deve seguir as recomendações dos fabricantes. Toda a instalação hidráulica precisa observar o projeto aprovado junto à prefeitura, incluindo a ligação com as redes de esgoto e as galerias de água pluvial.

Como as instalações de energia e de água ficam escondidas dentro da parede, é preciso ficar atento para que não haja problemas. Afinal, ninguém deseja ter que fazer uma nova obra para corrigir falhas nesse processo, não é mesmo?

Na finalização, é necessário que os profissionais tenham o máximo de zelo com os materiais e com as instalações para que você não tenha prejuízos. Essa é a etapa mais demorada da construção, pois a colocação de pisos e de revestimentos nas paredes deve ser feita com primor para receber a decoração depois. Afinal, uma boa parte do seu investimento está nesses materiais.

Saiba por que contar com um consórcio para construir a sua casa

A construção da casa própria é um sonho que pode ser realizado com o auxílio de uma administradora de consórcios. Mas além das cartas de crédito para realização de reformas e construções, é possível investir na aquisição de qualquer item que esteja no mesmo segmento. O consórcio imobiliário, por exemplo, permite a compra de casas, apartamentos, salas, galpões, estabelecimentos comerciais, terrenos, entre outros.

Uma das principais vantagens do consórcio é a ausência de juros. O que existe é a taxa de administração que tem um valor mais acessível se comparado à outras formas de aquisição parcelada. Ela é um percentual da carta de crédito, prefixada em contrato e diluída ao longo do prazo do plano.

Além disso, também não existe a solicitação de pagar um valor de entrada, ou seja, o valor do bem é parcelado integralmente.

Essa é a opção ideal, inclusive, em épocas de instabilidade econômica para quem está em busca de uma saída viável e inteligente. A contratação é feita com o auxílio dos consultores que ajudam a fazer um planejamento financeiro para não comprometer a renda mensal do consorciado.

Consórcio imobiliário

É possível realizar um consórcio com a finalidade de construir a casa própria, pagar os materiais e os profissionais que trabalham na construção civil. O consórcio imobiliário também permite a aquisição de casas, apartamentos, salas, galpões, estabelecimentos comerciais, terrenos, entre outros.

Existem algumas vantagens inegáveis no consórcio imobiliário que precisam ser destacadas quando falamos sobre as taxas a serem pagas.

Primeiramente, é essencial deixar claro que as taxas pagas para administração do consórcio costumam ser bem mais acessíveis que as taxas de outras formas de aquisição parcelada. Outra questão que diferencia o consórcio imobiliário é que você não precisa dar um valor de entrada. Assim, o imóvel pode ser igualmente parcelado desde o início, livrando-o da obrigação de ter que ter dinheiro suficiente para dar como sinal.

Tudo isso ajuda (e muito) a aliviar o seu bolso, permitindo que honre com seus compromissos do consórcio até o final. Isso acontece por que o consórcio é uma forma de aquisição planejada, ou seja, você se programa para ter acesso ao crédito durante o período do plano. É isso mesmo: a concretização do seu sonho da casa própria vai ficar bem mais fácil!

Todos os meses, são realizados os sorteios e são verificados os lances para a emissão da carta de crédito. Esse parcelamento oferece segurança aos consorciados, que receberão o documento para a negociação à vista antes do encerramento do grupo. Com o pagamento das parcelas cujos prazos de quitação são prolongados, você forma um tipo de "poupança" para o futuro.

Entenda as vantagens em contar com uma boa administradora

Com uma boa administradora, você tem a segurança de que seu dinheiro está sendo investido em prol da aquisição do seu sonho. Um passo importante é buscar a credencial da empresa no site da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), que reúne as melhores empresas de consórcio do país.

Priorize a transparência nas suas relações com os consorciados. Para isso, vá ao site oficial e/ou converse com alguém da empresa para entender se todos os procedimentos estão claros e se ela se dispõe a sanar as suas dúvidas.

Também veja se você pode simular o seu consórcio antes de fechar negócio. Isso é fundamental, pois permite visualizar com exatidão como ficará a sua situação financeira até a conquista do bem.

Veja, a seguir, outros benefícios de contar com o suporte de uma administradora confiável.

Percepção como fonte de renda

A administradora possibilita que o consorciado invista no consórcio e perceba-o como uma fonte de renda ou como um investimento para o futuro. Os consultores são especializados e explicam como funciona a atualização da carta de crédito. Peça dicas para esses profissionais e compreenda todas as suas possibilidades.

Acesso a mais opções de aquisição e de construção

Os contratos de consórcios oferecem a opção de construção da casa própria ou de aquisição de um imóvel usado. Dessa forma, o consorciado precisa ler com atenção o contrato para ter certeza de que está fechando um bom negócio. Saiba, ainda, que existem modalidades que permitem o pagamento da mão de obra dos profissionais que atuam na construção das residências.

Aumento das chances de se obter o imóvel no início do contrato

Além de conseguir criar uma disciplina financeira e de aprender a poupar valores mensais para a aquisição de imóveis, o consorciado pode receber a carta de crédito a partir da primeira assembleia realizada pela administradora.

Construir uma casa, como visto, é um sonho a ser realizado e que requer muito trabalho e planejamento, logo, é fundamental que todo o processo seja acompanhado de perto para que nada saia em desacordo com o que foi idealizado. Por isso, não deixe de contratar bons profissionais para ajudar você nesse projeto e para aproveitar melhor o custo-benefício de todas as etapas da obra.

Gostou deste artigo? Que tal continuar aprendendo e entender se o consórcio para a construção de casa vale a pena? Vamos lá!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
home
Seu imóvel

Decoração 2022: veja as tendências e aplique na sua casa!

home
Seu imóvel

Crédito imobiliário: conceito, aplicações, vantagens e riscos

home
Seu imóvel

21 perguntas respondidas sobre o pagamento do ITBI