Meu Primeiro Carro

Como analisar o histórico do carro e garantir uma boa procedência

Confira nossas dicas e saiba como comprar o seu carro usado sem medo de ter problemas legais ou estruturais!

Comprar um veículo usado é uma boa forma de economizar. No entanto, é preciso fazer essa economia de maneira inteligente, o que significa verificar o histórico do veículo para descobrir se ele está em bom estado e se tem boa procedência.

Se quer saber mais sobre o assunto, este post é perfeito para você! Continue a leitura e descubra o que deve ser considerado para fazer um negócio seguro na compra de usados.

Verifique se o veículo possui algum tipo de bloqueio

A aquisição de veículos com restrições pode causar inconvenientes que, dependendo da complexidade da restrição, poderão levar tempo para serem resolvidos, além de ser custosa a resolução.

Para evitar toda essa situação, é muito importante que você faça a consulta de pendências do automóvel. Alguns sites oferecem esse serviço mediante o pagamento de uma taxa, como o Checkauto. Geralmente é necessário informar o número da placa, do Renavam e, em alguns casos, do chassi. Se o atual proprietário do veículo se recusar a fornecer essas informações, pode ser indício de que o veículo possui problemas, logo, tenha cuidado ao realizar qualquer negociação. Diversos são os motivos que podem originar a proibição de circulação e/ou de transferência de propriedade, por isso, ao se deparar com um veículo que possui restrições registradas no DETRAN é importante buscar, antes da aquisição, orientações especializadas para identificar a origem do bloqueio e quais atos devem ser realizados para baixa da restrição. Além disso, geralmente veículos com restrições não podem ser adquiridos por meio de consórcios.

Cheque multas e pendências

Além das restrições, é importante saber se o veículo está com multas não quitadas, multas suspensas, atraso no licenciamento, pagamento de IPVA, entre outros. É muito importante fazer essa consulta antes de fechar negócio e, na medida do possível, solicitar a quitação desses encargos ou negociar um abatimento no preço do veículo.

A consulta desse tipo de irregularidade deve ser feita junto ao Departamento Nacional de Trânsito. Para isso, basta acessar o portal do Denatran e inserir os dados do carro. Alguns DETRANs estaduais também oferecem essa funcionalidade.

Veja o histórico de revisões

Para saber se o carro está em bom estado, é preciso verificar se as revisões foram feitas no momento certo. Isso indicará se ele foi bem cuidado e, consequentemente, se ainda poderá ser usado por muitos anos sem dar problemas.

Você pode descobrir se o carro foi bem cuidado lendo o manual do modelo, para saber quando as manutenções periódicas deveriam ter sido feitas, e reparando o que for visualmente fácil de entender, como o nível do óleo, do líquido de arrefecimento etc.

Para saber como estão outros itens que não podem ser verificados facilmente, peça para rodar com o carro e leve-o para seu mecânico de confiança. Ele é a pessoa mais indicada e melhor treinada para descobrir problemas.

Além disso, ele poderá verificar se houve troca de peças e se as atuais são ou não originais. Esse tipo de coisa não necessariamente é um sinal vermelho, mas pode reduzir o valor do carro.

Ao comprar em uma loja de usados, você terá um período de garantia legal para algumas partes do veículo.

Faça vistoria

Atualmente, para troca de titularidade, o DETRAN realiza uma vistoria dos itens obrigatórios para seu funcionamento, além da conferência de chassi, placa, número do motor, entre outros.

Essa vistoria verificará a situação geral do carro, a presença dos itens obrigatórios de segurança, a integridade da suspensão, dos pneus e lanternas, além de checar se a documentação está em dia.

Algumas empresas também oferecem uma inspeção mais completa que não só atende aos critérios do DETRAN, mas também verifica problemas na estrutura do carro. Ela é chamada de vistoria cautelar.

Nela é possível, por exemplo, saber se o carro é sinistrado. Caso ele seja, é preciso ter muito cuidado, pois um carro já sinistrado não poderá ser novamente coberto pelo seguro de automóveis.

É altamente recomendado optar por uma inspeção mais completa para evitar surpresas desagradáveis.

Compre de um conhecido

A compra de veículo por meio da internet é uma situação delicada, tendo em vista que a ausência de informações concretas sobre o vendedor e o veículo pode gerar certa intranquilidade para finalizar o processo. Procure buscar informações sobre a idoneidade do vendedor, e evite fazer pagamentos antes de ter certeza sobre a legalidade da transação.

Comprar veículo de alguém que você já conhece ou de conhecidos dos seus amigos e familiares é uma boa opção. Caso opte por comprar em uma loja de usados, escolha aquela que tiver boas referências.

Com alguém conhecido é muito mais fácil solicitar as informações do carro para fazer consultas, pedir um test drive e testá-lo.

Além de todas essas dicas, é muito importante desconfiar de preços muito baixos, incompatíveis com a tabela FIPE.

Faça uma cotação prévia de seguro

No momento da aquisição também é importante fazer cotações de seguro para verificar se elas ficam dentro de suas possibilidades, bem como para avaliar se o veículo será segurado, pois, nem todas as companhias não fazem seguro para sinistrados e/ou frutos de leilão, restrições ou, quando fazem, é por um percentual aplicado sobre a FIPE, e não valor integral da Fipe.

Agora que você já sabe o que deve ser observado no histórico do carro na hora de comprar um usado, confira nosso post sobre documentação para transferência de veículos!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.