Meu Primeiro Imóvel

Confira aqui quais são as melhores cidades para se viver no Brasil (Atualizado)

Está buscando qualidade de vida? Então confira nossa lista com as melhores cidades do Brasil para se viver.

Melhores cidades para se viver no Brasil:

1. São Caetano do Sul
2. Florianópolis
3. Vitória
4. Niterói
5. Brasília
6. Curitiba
7. Nova Lima
8. Americana
9. Joinville
10. Maringá
11. Campinas
12. Uberaba

Para quem pretende se mudar de cidade e comprar uma casa, mas ainda não sabe onde, é fundamental pesquisar quais são as melhores cidades do Brasil. Isso inclui diversos fatores, como segurança pública, mobilidade urbana, custo de vida, IDH, entre outros.

Se você está nessa situação, vai adorar ler este post! Nele, listamos as melhores cidades para se viver no Brasil. Continue a leitura e saiba quais são elas!

1. São Caetano do Sul

Localizada bem ao lado da capital paulista, São Caetano do Sul é uma cidade relativamente pequena, com menos de 200 mil habitantes, mas conta com excelente infraestrutura urbana e permite acesso fácil a São Paulo.

É a cidade ideal para quem tem crianças e idosos na família, pois apresenta a maior taxa de investimento público do Brasil em educação e em qualidade de vida para a melhor idade.

Além disso, tem o maior PIB e IDH do país. Sua única desvantagem é o custo de vida: o preço médio do metro quadrado em São Caetano do Sul é R$ 5.777,00. Para se ter uma base de comparação, o metro quadrado fica por volta de R$ 6.200,00 em bairros de classe média na capital.

2. Florianópolis

Florianópolis é uma cidade que une prédios modernos e comodidade urbana a belas paisagens naturais. É considerada a 3ª melhor cidade no ranking do IDH brasileiro.

A capital do Estado de Santa Catarina apresenta um alto nível de qualidade de vida, com bom investimento em educação, renda per capita alta e uma das maiores expectativas de vida do país.

A cidade conta com bairros onde o metro quadrado tem um preço mais em conta. No bairro Ingleses, por exemplo, apresenta um valor médio de R$ 3.700,00. Além disso, também existem bairros de luxo, onde celebridades e grandes empresários têm casas de praia. Em Jurerê, o metro quadrado pode chegar a R$ 12.000,00.

3. Vitória

A capital do Espírito Santo tem o 4º melhor Índice de Desenvolvimento Humano do país. Foi fundada em 1551, portanto, é uma cidade histórica — a 3ª mais antiga do Brasil.

Vitória é uma das três capitais brasileiras localizadas em uma ilha — as outras são Florianópolis (SC) e São Luís (MA). No entanto, é a única que se trata de um arquipélago pluvial.

Além de ser constituída por 32 ilhas, Vitória tem, ainda, uma porção continental. Conta com um bom sistema de transporte, forte economia — voltada à atividade portuária — e uma guarda municipal bem organizada, que ajuda a manter a cidade como uma das mais seguras do Brasil.

Vitória se destaca também na educação, tanto no nível superior quanto no médio e básico. O IFES (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo) é considerado uma das 15 melhores escolas públicas do país.

O preço do metro quadrado na capital capixaba fica por volta de R$ 5.450,00.

4. Niterói

Niterói é o melhor município do Estado do Rio de Janeiro para se viver. Ele tem o 7º melhor IDH do país, segundo o censo de 2010, e apresenta o nível mais alto de alfabetização do Estado.

É uma cidade litorânea e histórica, por isso, atrai muitos turistas. E, por falar nisso, o turismo é uma das principais bases de sua atividade econômica.

O preço médio do metro quadrado em Niterói fica por volta de R$ 6.500,00, bem mais barato que o da capital carioca. Para quem quer viver no Estado do Rio de Janeiro, essa é a melhor opção.

5. Brasília

A capital do país é conhecida por oferecer uma alta qualidade de vida. Isso porque é uma cidade planejada, que foi projetada pelo mais famoso arquiteto brasileiro, Oscar Niemeyer.

É uma cidade muito arborizada, com ótima infraestrutura e belas obras arquitetônicas. Brasília é considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO. Em função disso, tem o metro quadrado mais caro do Brasil.

Na Asa Norte, região mais nobre da capital, o preço do metro quadrado pode ultrapassar os R$ 14 mil. Em outras regiões, o valor fica entre R$ 6 mil e R$ 9 mil, tornando um pouco mais barato morar em uma das melhores cidades do Brasil.

6. Curitiba

Chamada de "capital ecológica do Brasil", Curitiba é famosa pelo cuidado com o meio ambiente, sustentabilidade e mobilidade. Aliás, o sistema de transporte público da cidade serviu de modelo para lugares como Bogotá e Nova York.

IDH de Curitiba ocupa o 10º lugar entre os 5.565 municípios brasileiros. Foi eleita a mais ecológica cidade latina pela Siemens Green City Index, ficando acima da média em fatores como qualidade do ar, água, saneamento básico, transporte e governança ambiental.

Ideal para quem quer fugir do calor, seu clima é ameno durante a maior parte do ano — e bastante frio no inverno. Famílias encontram muitas opções de lazer e contato com natureza, como parques, bosques, trilhas e cachoeiras.

Curitiba ocupa o 21º lugar no ranking das cidades mais caras do Brasil e o preço médio do metro quadrado em Curitiba é de R$ 5.314,00.

7. Nova Lima

Localizada na Região Metropolitana de Belo Horizonte, o município apresenta o mais alto IDH do Estado de Minas Gerais e o 17º do Brasil. Os fatores que mais contribuíram para esse resultado foram longevidade, renda e educação, concedendo a Nova Lima o status de cidade com maior qualidade de vida da região.

Com pouco mais de 90 mil habitantes, a região conta com diversas minas de extração de minérios e tem atraído o interesse de indústrias. Por estar a apenas 18 km da capital, ainda há a possibilidade de trabalhar ou estudar por lá.

As belas paisagens naturais, a gastronomia e a produção de cervejas artesanais são os maiores atrativos para os turistas.

Devido à proximidade com Belo Horizonte, o preço médio do metro quadrado acompanha os valores da capital e fica em torno de R$ 9.002,00.

8. Americana

Americana está localizada na macrorregião de Campinas, a leste do estado de São Paulo. É uma típica cidade do interior e ainda é possível encontrar bastante atividade agropecuária na região.

O município recebeu o 8º lugar no Índice de Desenvolvimento Urbano para a Longevidade (IDL), o que significa que é uma das melhores cidades para se viver no Brasil após os 60 anos.

Está a apenas 129 km da capital e 38 km da cidade de Campinas, o que permite desfrutar da tranquilidade da cidade pequena e ainda ter fácil acesso às facilidades das metrópoles, como shoppings e aeroportos.

O preço médio do metro quadrado em Americana está em torno de R$ 3.642,00.

9. Joinville

Joinville é a maior e mais populosa cidade do estado de Santa Catarina, mas ninguém diz. Ela ainda mantém aquele ritmo de cidade do interior. A maior parte do comércio fecha aos domingos, e à noite as ruas ficam tranquilas e silenciosas. Isso tudo contribui para a alta qualidade de vida de seus moradores.

Apontada como a cidade brasileira que mais criou empregos em 2017, tem sido também escolhida como sede de diversas startups de destaque, o que torna Joinville uma boa opção para quem trabalha no ramo industrial e tecnológico.

Apesar de estar em uma região fria, as montanhas ao redor ajudam a manter a temperatura mais elevada ao longo do ano.

O custo de vida é 37,7% mais baixo do que o de Florianópolis, que fica a duas horas de distância. O preço médio do metro quadrado é de R$ 3.923,00. Porém, em bairros mais próximos ao centro pode chegar a R$ 5.886,00.

10. Maringá

Maringá está localizada no Estado do Paraná e é uma cidade planejada de acordo com o modelo de cidade-jardim. Isso significa que seu projeto prezou pela arborização. Graças a isso, é uma das cidades com o ar mais limpo do país.

É uma cidade média-grande, com pouco mais de 400 mil habitantes. Localiza-se no norte do Paraná, ficando mais perto de cidades do Estado de São Paulo que da capital, Curitiba.

Maringá é conhecida pela excelência na segurança pública e saneamento básico, além de ter uma economia forte e diversificada (agricultura, indústria e serviços). O preço do metro quadrado também é atraente: fica por volta de R$ 3.250,00.

11. Campinas

Campinas é uma das maiores cidades do Estado de São Paulo. Conta com uma ótima infraestrutura e ampla variedade de serviços, o que inclui o Aeroporto Internacional de Viracopos.

É o lugar ideal para quem deseja viver em uma cidade grande e completa, mas sem o ritmo acelerado das megalópoles. Além de não ficar longe da capital, é próxima a dois dos maiores polos turísticos do Estado, Holambra (1 hora de carro) e Campos do Jordão (3 horas).

O preço médio do metro quadrado em Campinas fica por volta de R$ 4.800,00, mas esse valor pode sofrer grandes variações de acordo com o bairro.

12. Uberaba

Uberaba é uma cidade histórica localizada no Estado de Minas Gerais, na região conhecida como Triângulo Mineiro. Em relação a São Caetano do Sul e Maringá, apresenta clima mais quente.

A cidade tem o 4º maior PIB do Brasil e o maior PIB agrícola do Estado. Conta com indústrias, universidades e boa infraestrutura urbana, incluindo quase 100% de esgoto tratado e vias pavimentadas.

É um polo educacional e cultural. Além disso, tem muitos parques com amplas áreas verdes. O preço do metro quadrado é baixo: cerca de R$ 2.700,00.

Comprar um imóvel é um passo importante na vida de qualquer pessoa, por isso, é fundamental que a cidade escolhida seja segura, bem estruturada e atenda a todas as suas necessidades.

Agora que você já sabe quais são as melhores cidades para se viver no Brasil, que tal entender como funciona a garantia de imóvel no processo de compra?

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.