Planejamento Financeiro

Como limpar meu nome? O passo a passo para ficar livre das dívidas!

Quer sair das dívidas de uma vez por todas e limpar o seu nome? Leia este post e saiba como fazer isso!

Ninguém está livre de enfrentar imprevistos e se ver diante de dificuldades financeiras. Quando isso acontece, é comum que o pagamento de algumas contas fique atrasado, fazendo com que as empresas reajam negativando o consumidor no mercado. Quem já passou por algo assim se pergunta: como limpar meu nome?

As empresas brasileiras têm alguns órgãos a quem podem recorrer em caso de pagamentos atrasados (Serasa, SPC e Boa Vista SCPC). Ao fazerem isso, o seu nome entra na lista de inadimplentes e você vai enfrentar alguns obstáculos até quitar a dívida  com o nome sujo, fica mais difícil conseguir empréstimos ou cartões de crédito, por exemplo.

O ideal é regularizar a situação o mais rápido possível. Para ajudar nisso, preparamos um post especial sobre o assunto. Além de ensiná-lo a limpar seu nome, vamos dar dicas para se organizar e ter folga financeira. Confira!

Conheça o passo a passo para limpar seu nome

A seguir, vamos dar mais detalhes das etapas que você precisa seguir para sair da lista de inadimplência e limpar seu nome. Veja quais são os passos:

1. confirme que seu nome está negativado;
2. descubra a empresa que negativou seu nome;
3. negocie com o cobrador;
4. guarde os comprovantes de pagamento;
5. limpe o nome no banco e no cartório;
6. confira se o registro saiu das listas de inadimplência.

Vamos lá?

1. Confirme que seu nome está negativado

Em geral, as empresas são obrigadas a avisar o consumidor da possibilidade de o incluir em alguma lista de inadimplentes. Assim, se você atrasa uma conta, será notificado de que, caso o pagamento não caia até determinada data, a companhia poderá negativar seu CPF no Serasa, SPC ou Boa Vista SCPC.

Se você não se lembra de ter recebido esse aviso ou não encontra o documento, é possível verificar a negativação do seu nome diretamente junto aos órgãos de cadastro. Desses, apenas o Boa Vista SCPC permite a consulta gratuita pela internet, mas nos outros dois é possível consultar pessoalmente nos postos de atendimento.

Fazer essa verificação é o primeiro passo para saber como se organizar melhor, limpar seu nome e praticar mais sustentabilidade econômica.

2. Descubra a empresa que negativou seu nome

Depois de confirmar que o seu CPF está mesmo negativo e passar a se perguntar “como limpar meu nome?”, você precisa descobrir que empresa o incluiu nas listas de inadimplência. Essa é uma etapa importante porque a negociação e o pagamento da dívida não são feitos nos órgãos de cadastro, mas sim diretamente com a companhia que você está devendo.

Em alguns casos, a inclusão do nome de um consumidor nessas listas pode ser fruto de um erro da empresa, como a não identificação do pagamento no sistema. Quando isso acontece, é importante resolver o quanto antes. Se houver problemas, você pode recorrer à justiça para lhe ajudar.

3. Negocie com o cobrador

Ao descobrir qual foi a empresa que o negativou e verificar que a cobrança está correta, você deve começar as negociações. Em geral, a conta atrasada gera juros e multas. Se muito tempo se passou desde a sua inadimplência, a dívida pode estar bem mais alta. Mas é comum que as empresas se abram para negociar os juros e diminuam o valor a ser pago.

Por isso, não deixe de conferir essa possibilidade. Outra facilidade é parcelar a quantia que você deve. Entretanto, lembre-se de ser sincero sobre seus limites financeiros e se comprometer apenas com o que realmente cabe no seu orçamento mensal.

4. Guarde os comprovantes de pagamento

Quando você negociar a dívida, guarde todos os documentos que por ventura sejam assinados junto à empresa. Isso é importante para manter sua segurança em relação às condições combinadas para que seu nome seja limpo.

Assim, se houver um contrato ou outro registro do acordo realizado, guarde com cuidado. Além disso, mantenha com você todos os comprovantes de pagamento da dívida, pois eles podem ser necessários no futuro.

5. Limpe o nome no banco e no cartório

Depois que o consumidor paga o que foi combinado, a empresa que o negativou deve informar os órgãos de cadastro para que o seu nome seja retirado da lista. Em um pagamento parcelado, isso deve ocorrer logo depois que a primeira parcela for quitada.

Já se o seu CPF foi negativado em um banco ou cartório de protestos, é você quem vai a essas instituições para resolver a situação. Em qualquer caso, leve os documentos que comprovam a negociação e o pagamento da dívida.

6. Confira se o registro saiu das listas de inadimplência

As empresas têm até 5 dias úteis para retirar o nome do consumidor que realizou a negociação da lista do SPC, Serasa ou Boa Vista SCPC. Então, o seu nome estará limpo novamente. Para confirmar isso, basta fazer a mesma consulta que orientamos no começo deste post: cheque na internet ou vá pessoalmente aos postos de atendimento.

Faça um planejamento financeiro para manter o nome limpo

Ao seguir esse passo a passo que apresentamos, você garante a regularização do seu CPF junto aos órgãos de cadastro e pode voltar a usufruir de facilidades financeiras, como crediários e financiamentos. Entretanto, é muito importante tomar cuidados essenciais para não se ver diante de mais um descontrole financeiro.

Para isso, um planejamento financeiro é o melhor caminho. A primeira etapa para realizar um é conhecer a realidade das suas finanças atuais: registre sua renda e seus gastos para poder avaliar como está sua relação com o dinheiro. A partir dessas anotações, é possível identificar problemas e encontrar formas de economia.

Se você está enfrentando aperto financeiro, procure estratégias para diminuir os gastos. Além de cortar compras supérfluas, há a possibilidade de buscar descontos nos serviços que assina e reavaliar o custo de contas fixas que podem ser diminuídas ou mesmo cortadas. Pode ser útil, por exemplo, pensar em trocar seu carro por um mais barato e econômico.

Um ponto importante para ser lembrado é que a soma de parcelas de compras, empréstimos, consórcios ou financiamentos não deve ultrapassar 30% da sua renda. Tomando esses cuidados e organizando as finanças, fica mais fácil manter os pagamentos em ordem e não correr o risco de ter o nome negativado.

Agora você não só pode responder a pergunta “como limpar meu nome”, como também sabe formas de prevenir novos problemas financeiros. Coloque em prática nosso passo a passo e nossas dicas de planejamento para melhorar sua realidade e viver de forma mais tranquila!

Que tal saber mais sobre como se planejar? Baixe gratuitamente o nosso e-book com um guia completo de planejamento financeiro para ter sucesso!

Guia do planejamento financeiro para ter sucesso

Racon Blog

Por Racon Blog

Data Publicado em 15 de Abril de 2019

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.