Seguro de automóveis: por que devo contratar um?

Não sabe se deve contratar um seguro de automóveis? Veja no artigo como ele funciona e por que é tão importante ter!
  • Atualizado em August 11, 2021
  • Publicado em May 23, 2019
  • Seu carro

Segundo o Sistema Único de Saúde (DataSUS), Em 2020, 80 pessoas morreram por dia em consequência de acidente de trânsito no país. Foram registradas 27.839 indenizações pagas por acidentes de trânsito com vítimas fatais. Isso significa que o Brasil está entre os dez primeiros países com maior número de mortes causadas por acidentes nas ruas, estradas e rodovias.

Esses são dados alarmantes, que ficam ainda piores quando associados à quantidade de pequenas infrações ignoradas pelas estatísticas. Nesse caso, o fato é que dirigir sempre nos deixa expostos a riscos e, por isso, é tão importante preocupar-se com a proteção e as condições do seu veículo.

Pensando em melhorar esse cenário, a fim de proteger-se e oferecer maior segurança a todos ao seu redor, contratar um seguro de automóveis se torna algo essencial. Mas, você sabe como funciona esse tipo de serviço e quais são as principais vantagens de contratá-lo? Continue a sua leitura e descubra agora mesmo!

O que é e como funciona o seguro de automóveis?

O seguro de automóveis é uma apólice firmada entre o cliente e a seguradora, intermediada por uma Corretora de Seguros devidamente credenciada, a qual tem o objetivo de proteger seu veículo e garantir a indenização em caso de roubo ou danos cobertos pelo contrato. Com ele, é possível ter mais tranquilidade, protegendo financeiramente o seu carro, você mesmo e os demais passageiros.

Quanto ao valor do benefício, a seguradora se encarrega de realizar uma análise do seu perfil e avaliar qual é a melhor opção de serviço, de acordo com suas necessidades. São 4 os tipos de seguros de automóveis:

  • seguro de patrimônio: incêndio, roubo ou furto e colisão são as principais coberturas a serem contratadas, pois com elas se consegue resguardar das principais ocorrências;
  • de terceiros: o foco dessa cobertura são os danos materiais e corporais causados a outras pessoas envolvidas em acidentes. Existe a possibilidade de cobertura para danos morais, mas por não ser obrigatório fica a critério do cliente a sua contratação;
  • de acidente de passageiros: apesar de não ser obrigatório para carros de passeio, ele é muito importante por garantir uma indenização aos passageiros no caso de um acidente;
  • seguro compreensivo: considerado o mais completo, além de incluir todas as coberturas anteriores, ainda pode contar com outros tipos de assistências adicionais a serem contratadas pelo cliente.

É importante ressaltar que os sinistros são cobertos pelo plano apenas quando ocorridos dentro da vigência do contrato do seguro, de acordo com suas cláusulas. Além disso, caso não ocorra nenhum sinistro durante a vigência do seguro, é concedido um desconto por meio do bônus, tornando menor o valor a ser pago na renovação. Vale ressaltar que a utilização de algumas das assistências, como guincho por exemplo, não caracteriza sinistro.

Por que os valores variam tanto?

É certo que cada tipo de seguro tem um custo variável. Porém, é importante saber que isso não se deve somente aos diferentes tipos de coberturas, mas, também, a muitos outros fatores que podem afetar a cotação, como o índice de ocorrências de sinistro, por exemplo.

Essa taxa de ocorrências de incidentes, juntamente à análise do perfil do cliente, influencia diretamente no preço final. Além disso, é preciso levar em conta que cada Seguradora estabelece critérios próprios, sendo esse um dos principais pontos que fazem o valor variar tanto.

Questões como modelo e ano do carro, franquia escolhida e se o veículo fica estacionado em garagem também interferem no custo final do seguro. Afinal, esses fatores ajudam a estabelecer um perfil de uso do veículo e a reconhecer suas principais características. Alguns dos fatores considerados são os seguintes:

  • estado civil;
  • idade;
  • sexo;
  • quantidade de condutores.

Portanto, o perfil do condutor, ou seja, pessoas que apresentam hábitos arriscados, têm maiores chances de se envolverem em acidentes. Em razão disso, elas costumam pagar um valor mais elevado, o qual é estimado pela seguradora.

Por que contratar um seguro de automóveis?

Muitas pessoas pensam que se dirigirem de forma correta e consciente não precisarão investir suas economias em um seguro de automóveis. Mas, infelizmente, incidentes ocorrem até mesmo com condutores precavidos, inclusive por não podermos nos responsabilizar pelas outras pessoas.

Pensando em manter a segurança de todos, a prevenção é claramente a melhor forma de se resguardar dos imprevistos. E para que você entenda como um seguro de automóveis pode te ajudar, apresentaremos os 4 principais motivos que mostram por que é imprescindível contratar um. Veja abaixo!

Proteção do patrimônio

Comprar um carro, seja ele novo ou usado, é sempre uma conquista. Porém, na maioria das vezes é necessário realizar um planejamento, levando algum tempo para fechar o grande negócio. Quando esse momento chega, certamente, você não quer perder seu investimento. Por isso, é interessante pensar no seguro de automóveis como a forma mais eficaz de proteger seu patrimônio.

Além de roubos, furtos e desastres naturais, essa garantia de segurança permite que você se resguarde de pequenos acidentes, como arranhões e batidas. Caso a cobertura desses danos esteja prevista no seguro que você contratou, a seguradora indenizará o conserto ou o valor total do bem, de acordo com o contrato estabelecido. Por isso é muito importante entender quais são suas necessidades e contratar um seguro que as atenda.

Preocupação com outras pessoas

Quando seu veículo está segurado com a proteção de terceiros, além de você e seu carro, todas as pessoas que estiverem envolvidas em um possível acidente também poderão ser beneficiadas. Afinal, essa é uma questão de responsabilidade civil.

Comodidade e tranquilidade

Situações de roubos e acidentes são momentos em que as pessoas precisam de bastante apoio e, por isso, é reconfortante saber que é possível contar com a assistência adequada. Afinal, basta entrar em contato com o suporte da seguradora para receber as orientações necessárias sobre como proceder e ter alguém para resolver os problemas por você.

Serviços adicionais

Imagine voltar de uma festa, à noite, com seu filho pequeno no carro e, de repente, perceber que o pneu está furado. É uma situação preocupante e inconveniente. Agora, pense como seria muito melhor poder ligar para alguém que possa trocá-lo para você e ainda enviar um táxi para que seu filho chegue seguro em casa. Isso é possível com os serviços adicionais que as seguradoras oferecem!

Além das situações de grandes proporções, muitas apólices contam com serviços de reboque — em casos de pane do veículo ou falta de combustível, por exemplo — chaveiro, carro reserva, entre outros. Dessa forma, é importante lembrar de questionar quais são os benefícios disponibilizados pela seguradora, pois eles podem ajudar bastante.

Como contratar seu seguro?

Fazer a contratação do seguro de um veículo é algo que exige muita atenção na hora de tomar a decisão. Se você está se questionando sobre o que fazer para contratar o seguro de automóveis, saiba que é bem simples! Basta seguir as dicas que estamos disponibilizando abaixo!

1. Entre em contato com uma Corretora de Seguros devidamente credenciada

O primeiro passo a ser realizado antes de contratar o seguro é verificar se a corretora de seguros está credenciada. Para que seja confiável, ela deve ter o cadastro na Susep (Superintendência de Seguros Privados), que nada mais é que o órgão responsável por controlar e fiscalizar o mercado de seguros.

2. Solicite uma cotação conforme o seu perfil e necessidade e avalie

Após encontrar uma ou mais seguradoras de confiança, solicite uma cotação. A pesquisa de preços de um seguro de automóvel é primordial para que você possa fechar um bom negócio. Cada seguradora tem um tipo de proposta e os valores variam. Avalie com calma para ver qual é a seguradora mais vantajosa para você.

3. Efetivando o negócio, solicite cópia da proposta para conferência

Antes de assinar o contrato, solicite uma cópia para conferir cada detalhe e ver se está tudo de acordo com a cotação. Na proposta do seguro precisam constar informações da data de vigência do serviço, valores e a cobertura. Avalie com calma, e se tudo estiver correto, o seguro poderá ser contratado.

4. Se necessário, realize vistoria em local credenciado pela Seguradora

Caso a vistoria não seja feita, a seguradora poderá negar uma eventual indenização. Portanto, fique atento às exigências do contrato e faça a vistoria no local e hora solicitada para evitar eventuais dores de cabeça. Dessa forma, será possível ver como está o carro e saber se existe alguma avaria prévia e que não será coberta pelo seguro.

5. Confira a apólice

Realizar a conferência da apólice é extremamente necessária para saber se o seguro está de acordo com o que foi solicitado e se a cobertura é a desejada. A apólice nada mais é do que o contrato do seguro onde estão todos os dados do segurado e da seguradora. Esse documento garante para as duas partes os direitos e deveres de cada um. Caso você tenha um carro e ele seja roubado, é a apólice que garante o recebimento da indenização.

6. Escolher as coberturas

Avalie com cautela cada uma das coberturas de seu plano e opte pela mais completa, que garanta os direitos de cobertura de danos a terceiros, guincho e carro reserva. No momento de escolher o seguro, não adianta apenas pensar na economia, pois caso um imprevisto aconteça, aqueles que optaram por não incluir essas opções podem ter que arcar com as despesas adicionais.

7. Não pagar por benefícios desnecessários

Além de tomar cuidado com os benefícios ofertados, é preciso atentar para as coberturas excessivas. Com o passar do tempo, as seguradoras oferecem pacotes cada vez mais completos. Tome cuidado para não contratar serviços que não serão utilizados e foque no que realmente é importante.

8. Ter coberturas para terceiros

Caso aconteça um acidente que cause danos ao veículo de outra pessoa, a responsabilidade de pagar os consertos será do condutor que causou o evento negativo. Por essa razão, é importante verificar a cobertura e se ela prevê auxílio para os sinistros e situações mais comuns. Sendo assim, é importante ter a cobertura para terceiros.

Quais são alguns dos cuidados que devem ser tomados na hora de escolher a seguradora?

É importante tomar alguns cuidados na hora de optar pela seguradora, pois a escolha da empresa certa para assegurar o seu veículo fará toda a diferença. Infelizmente, muitas pessoas só pensam em verificar o serviço oferecido e esquecem de avaliar a empresa que está ofertando o serviço. Verifique as questões abaixo:

  • veja se a empresa é credenciada a Susep;
  • confira se existem reclamações ou elogios;
  • analise os seguros ofertados.

Ao averiguar todos esses detalhes você vai contratar os serviços de uma empresa especializada e terá a sua disposição um bom seguro.

Existe necessidade de aumentar o valor do prêmio ou franquia?

Caso a apólice contratada tenha a franquia reduzida, o seguro anual vai ser mais caro. Com a franquia obrigatória ou normal, o preço do seguro é mais barato. É interessante verificar se é preciso aumentar o valor do prêmio ou franquia para poder arcar com uma parcela menor do prejuízo caso ocorra algum sinistro.

Como, no trânsito, todos estão sujeitos a se envolver em acidentes, é preciso encontrar formas eficazes de proteger sua família, seu patrimônio e as pessoas à sua volta. Com o seguro de automóveis, você economiza e evita dores de cabeça, sabendo que seu investimento está resguardado.

Portanto, contrate um seguro confiável e tenha a comodidade de receber suporte em momentos complicados, como furtos ou acidentes. Dessa forma, você se prepara para essas situações que podem trazer transtornos e lida mais facilmente com elas, evitando gastos inesperados diante de imprevistos.

Gostou deste artigo? Deixe seu comentário para sabermos sua opinião sobre o assunto!
As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.
Mostrar comentários
Leia também
drive_eta
Seu carro

Consórcio para trocar de carro: veja como se planejar

drive_eta
Seu carro

Consórcio de carros usados: como funciona?

drive_eta
Seu carro

Carros seminovos de até R$ 30 mil? Veja qual vale a pena comprar!