Tudo Sobre Consórcio

O que faz uma administradora de consórcio e como escolher a ideal?

Você sabe qual a importância da administradora de consórcio? Confira como ela impacta no sucesso do seu investimento!

Você pode não saber, mas a administradora de consórcio é a figura principal dessa modalidade de negócio. Seu impacto sobre os resultados é tanto que uma má escolha pode colocar a perder meses (e até anos) de investimentos em seus sonhos.

Temos batido na mesma tecla em nossos posts: analise a administradora, antes de qualquer coisa, na hora de entrar em um consórcio! Você não corre riscos, desde que conheça o que está contratando e quem é a outra parte.

Para saber mais sobre esse assunto tão importante, acompanhe o post de hoje e veja como analisar as suas opções e garantir sucesso total em seu consórcio!

Qual o papel da administradora de consórcio?

Imagine que você reuniu um grupo de doze amigos. Durante um ano, cada um vai contribuir com R$ 500, para somar R$ 6000 ao final do período e comprar uma moto. Todo mês, um vai ser sorteado e receber a bolada guardada. Passados os doze meses, todos terão recebido suas motos e vão estar felizes e realizados!

Agora, considere as seguintes questões:

- quem vai ser responsável por guardar o dinheiro recebido?
- o que acontece se um dos amigos desistir do negócio?
- como fazer para que o outro, já com sua moto, continue pagando sem atraso?
- se a moto aumentar de preço, quem paga a diferença?

 São pontos difíceis de organizar, não é mesmo? E a gente sabe que essas são apenas algumas das questões pelas quais uma administradora se responsabiliza em um consórcio.

Seu papel é tão importante que o Banco Central — responsável por regular a atividade no país — é quem decide quais empresas podem ou não operar. Ele avalia isso com base em uma série de requisitos.

No consórcio, ocorrem mensalmente as assembleias. De acordo com a Lei 11.795/2008, os grupos de consórcio só são de fato constituídos após a realização da primeira assembleia.

Previamente agendadas no calendário de cada grupo, as assembleias configuram um momento de grande expectativa dos participantes do consórcio. Seja por meio de sorteio ou de lances, é nesse momento que novos contemplados são conhecidos.

O objetivo principal das reuniões de assembleia é a contemplação dos consorciados. No entanto, nessas reuniões também são tratados outros assuntos de interesse exclusivo do grupo, como a prestação de contas da administradora, por exemplo.

A administradora é responsável por tomar todos os cuidados para fazer tudo de forma legal e trazer as melhores soluções para seus consorciados.

Se formos fazer uma comparação, o papel da administradora é semelhante ao de um maestro que rege uma orquestra, coordenando a atuação de cada músico para que o resultado saia perfeito.

Por que uma má escolha prejudica os resultados?

Com tanta responsabilidade, você já deve ter percebido a importância da boa escolha da administradora de consórcio, não é mesmo? Portanto, desconfie de falsas promessas. Se um vendedor ou administradora oferecer um consórcio de contemplação rápida, esse é um mau sinal.

Ninguém pode garantir que você vá receber sua carta de crédito nesse ou naquele mês. Qualquer pessoa ou empresa que prometa isso já dá sinais de não ser nada confiável.

Além disso, se ela, por exemplo, não der baixa em pagamentos ou contemplações, causa uma série de problemas. Caso não dedique a devida atenção a um cliente que solicita atendimento, pode prejudicá-lo.

Como escolher uma boa administradora?

Alguns critérios podem facilitar essa tarefa. São sinais que você pode perceber e trazem indícios da atuação da empresa no mercado e de seu cuidado com os clientes. Adote-os para garantir a escolha de uma boa administradora e a tranquilidade durante todo o tempo de vigência do seu consórcio!

Avalie a transparência

Uma empresa transparente explica sempre de forma clara a seus clientes todos os detalhes de suas operações. Com a administradora de consórcios, essa qualidade pode ser observada na explicação dos termos dos contratos. Portanto, busque aquela que mostrar detalhadamente questões como:

- valor da taxa de administração e outros custos, mostrando como são incluídos no saldo devedor;
- forma de reajuste do consórcio, explicando o índice utilizado;
- processo de sorteiocontemplação e lance.

Quando encontrar a administradora ideal para o consórcio, pergunte como é feita a divulgação de contemplados do grupo, como é o sistema de informação e comunicação, acesso à área do cliente, enfim, certifique-se de que você compreenderá o funcionamento do consórcio e, quando precisar, terá alguém que tire as suas dúvidas e, até mesmo, auxilie a calcular lances se for o seu desejo.

Na hora da contratação, leia o contrato de adesão e veja se todas as cláusulas estão claras. Uma administradora transparente deixa tudo devidamente registrado e fica à disposição para tirar todas as suas dúvidas.

Fique de olho na qualidade do atendimento

Se você não tem todas as suas dúvidas sanadas e não se sente totalmente bem atendido antes da contratação, imagine como vai ser depois que tiver ingressado no consórcio! Portanto, analise a disponibilidade da empresa.

Faça perguntas por blogs institucionais ou redes sociais, ligue para a Central de Atendimento para tirar dúvidas. Essa é uma forma de saber o quanto ela está disponível para seus clientes. Você pode precisar manter contato durante toda a vigência do seu consórcio.

Observe sua credibilidade no mercado

Não é sem motivo que algumas empresas estão há tanto tempo no mercado. A legislação é firme com os consórcios e o Banco Central acompanha de perto seu desempenho.

Uma administradora que tem problemas pode conseguir algum espaço, mas dificilmente vai se manter firme ao longo dos anos. Portanto, dê preferência àquelas que têm mais renome no mercado.

Confira as mídias sociais que possuem sistema de avaliação, como Facebook e Google, além de checar qual o ranking de cada administradora. Também verifique sites de reclamação e órgãos de defesa do consumidor.

Uma boa fonte de consulta é o ranking de reclamação do próprio Banco Central, que mostra as empresas com maior índice de queixas registradas por seus clientes.

Agora, você já sabe qual o papel da administradora de consócio e entende por que ela é tão importante. Seguindo essas dicas, você pode fazer uma escolha bem acertada.

Fazer um consórcio é uma forma de investir o seu dinheiro de forma segura. Confira nosso vídeo e veja dicas para escolher o melhor consórcio para você.

Racon Blog

Por Racon Blog

Data 10 de Abril de 2018

administradora de consórcio administradora de consórcio