Tudo Sobre Consórcio

Quanto devo dar de lance no consórcio para antecipar a contemplação?

Dar um lance ajuda a adiantar a contemplação no consórcio. Saiba avaliar o melhor valor e momento para dar esse passo!

Uma pergunta frequente feita pelos consorciados é: quanto devo dar de lance no consórcio para antecipar minha contemplação? Essa é uma questão importante, pois tanto o valor ofertado quanto o momento interferem muito nas chances de obter sucesso.

Se você considera a possibilidade de contratar esse serviço e precisa entender mais sobre o assunto, acompanhe este post com atenção. Aqui, vamos conversar um pouco sobre o funcionamento do consórcio, contemplação, além do valor e do momento certo para dar um lance. Boa leitura!

Por que o consórcio é um bom negócio?

O que faz do consórcio um grande atrativo para muita gente é a economia. Nele, todos os consorciados se reúnem em prol de um bem comum, fazendo disso um tipo de economia compartilhada.

Assim, é com seu próprio dinheiro que você conquista seus objetivos, e não com recursos de um banco. O lado bom disso é se livrar de pagar juros bem altos, que se convertem em uma dívida pesada.

Mesmo os financiamentos imobiliários feitos pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) ainda são mais caros que os custos de um consórcio. Não é à toa que muita gente está preferindo adquirir uma cota para garantir seu imóvel novo. Inclusive, no último ano o setor registrou um aumento de mais de 7%.

Como funciona a contemplação no consórcio?

Agora, o que muita gente argumenta é que, no consórcio, você tem que esperar pela contemplação para receber a carta de crédito e, então, poder comprar o seu bem. Bom, planejar-se financeiramente sempre é mais econômico e vantajoso, não é mesmo? Por isso, o ideal é que você tenha projetos de médio e longo prazo, para começar a investir neles antes de a necessidade bater à porta.

Quem precisa de um carro com urgência acaba se sujeitando a condições difíceis e juros altos. Mas se você projetar seus próximos anos e se preparar com antecedência, a contemplação é apenas uma etapa na conquista dos seus sonhos.

No consórcio, ela se dá por dois meios:

1. sendo sorteado em uma das assembleias mensais;
2. dando um lance (que pode ser livre ou fixo).

 

Sorteios mensais

Mensalmente, no mínimo um consorciado é sorteado para receber a carta de crédito e, assim, adquirir seu bem, enquanto dá continuidade aos pagamentos das parcelas, que vão subsidiar a aquisição para os outros membros de seu grupo, nas assembleias seguintes.

Para ter direito de participar do sorteio, você só precisa estar com os pagamentos em dia.

Oferta de lances

Os lances são ofertados previamente à realização da assembleia, aumentando exponencialmente as chances do consorciado ter acesso antecipado a sua carta de crédito.

Geralmente, são contempladas as cotas que oferecerem os maiores lances. Entretanto, nesse quesito, as particularidades do contrato de cada grupo devem ser observadas.

O que é o lance e quais são os tipos existentes?

Para deixar bem claro, vamos a uma explicação simples e sucinta. O lance é a antecipação de algumas parcelas do consórcio. Quando o consorciado deseja aumentar as suas chances de receber o crédito, pode fazer uma oferta.

Existem duas modalidades de lance. São elas:

Lance livre

No lance livre, é aceito qualquer valor ou percentual escolhido pelo consorciado, normalmente vence quem ofertar o maior lance. Em caso de empate, a administradora fará um sorteio para determinar o contemplado.

Lance fixo

O lance fixo estipula um valor (ou percentual) preestabelecido, determinado em contrato. Se mais de uma pessoa ofertar o lance fixo é realizado um sorteio para definir o contemplado.

Nos dois casos você só paga o lance se ele for o vencedor.

Tipos de pagamento

O pagamento do lance pode ser feito com recursos do próprio consorciado ou descontando o valor da carta de crédito, que é conhecido como lance embutido.

Se o consorciado não for contemplado, a carta de crédito continuará intacta e ele não precisa pagar o lance.

Como saber quanto devo dar de lance no consórcio?

O que muitos consorciados querem saber é o momento certo para fazer a oferta. O segredo para obter essa resposta está em observar. Participe das assembleias e acompanhe o movimento e o histórico de lances do seu grupo.

Se você quer dar um lance baixo, é melhor esperar um pouco, avaliando o nível de oferta dos primeiros meses — que tende a ser maior, já que muita gente ingressa no consórcio já pensando em dar lances. Uma boa opção pode ser entrar em um grupo em andamento.

Além disso, pense estrategicamente sobre o momento ideal para dar seu lance. Quando receber dinheiro de férias, décimo terceiro ou restituição do Imposto de Renda, guarde esses valores e acumule uma quantia melhor, para oferecer em períodos nos quais a oferta de lances é mais baixa.

Lances de 30% a 50% têm boas chances de saírem vencedores, sendo assim, são sugestões para períodos de maior oferta. Se você não tem essa quantia, tudo bem: acima de 20% já é um valor razoável para oferecer, mas fique de olho no momento certo.

Cabe lembrar que tanto na compra de um imóvel como de um carro, é importante ter um saldo reserva para se precaver contra os imprevistos. Atente para não perder as rédeas de suas finanças frente a esse tipo de acontecimento. Tudo isso deve se encaixar bem no orçamento, sem prejudicar o pagamento das parcelas, para não colocar em risco sua conquista.

Agora que você já sabe quanto deve dar de lance no consórcio, que tal se perguntar: por que não fazer meu consórcio agora mesmo? Faça uma simulação e avalie que opção cabe no seu bolso!

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.