Meu Primeiro Imóvel

Quando investir em terrenos pode ser um bom negócio?

Buscando onde investir? Veja como os terrenos podem ser um bom negócio e os cuidados para fazer um investimento seguro.

realizar qualquer investimento, sempre surgem dúvidas, não é mesmo? Afinal, quais são as melhores opções? Na prática, para fazer uma boa escolha, é necessário levar em conta tanto o valor disponível como o tempo que o investidor pretende aguardar até receber um retorno.

A boa notícia é que o mercado imobiliário é sempre uma possibilidade interessante para quem busca fazer negócios sem correr grandes riscos. Nesse cenário, comprar um terreno tem se tornado uma ideia cada vez mais atrativa em decorrência dos custos mais baixos tanto para o investimento inicial como para a manutenção.

Ao longo deste post, vamos discutir se o investimento em terrenos é mesmo um bom negócio, aproveitando para sugerir ações do que fazer para evitar problemas. Acompanhe!

7 cuidados a tomar antes de investir em terrenos

Já podemos adiantar que investir em terrenos é sim um bom negócio. No entanto, assim como em qualquer outro investimento, é preciso ficar atento a alguns cuidados antes de tomar qualquer decisão. Nos tópicos seguintes, falaremos um pouco mais sobre 7 possíveis pontos de atenção. Fique de olho!

1. Defina seu interesse

A compra de um terreno é um passo importante, não concorda? Logo, para que faça uma escolha acertada, é primordial que tenha definido o que pretende fazer. Já parou para pensar sobre isso?

Se sua ideia for investir, por exemplo, é importante que defina se pretende construir algum imóvel ou revender apenas o terreno. Caso pretenda construir, o que tem em mente? Quer lotear o espaço e fazer várias casas ou construir um prédio, por exemplo? Já se estiver em busca de um terreno para construir um imóvel e morar, é preciso entender quais são suas necessidades. Afinal, um local para morar pode ser bem diferente daquele usado apenas para investimento.

Como o mercado apresenta diversas opções, é essencial ter esses pontos devidamente definidos. Dessa forma, conseguirá fazer uma triagem melhor do que é interessante (ou não) para seu caso. É claro que não precisa ser um planejamento engessado e é óbvio que você pode sempre mudar de ideia, mas assim fica bem mais fácil enxergar as oportunidades.

2. Pesquise bastante

Parece uma dica clichê, mas a verdade é que muitas pessoas se deixam levar pelo calor do momento ou pelo papo do vendedor, acabando por pular essa etapa básica. Pois o ideal é, antes mesmo de começar a visitar os locais, fazer uma pesquisa ampla sobre o que você está procurando. 

Defina quais são seus locais de interesse e o preço médio que tem sido cobrado em determinadas áreas. Depois, com as visitas definidas, não deixe de se informar sobre a vizinhança, o nível de segurança da área e outros itens que podem ser determinantes para que sua compra seja bem-sucedida. Assim, você poderá tirar as dúvidas remanescentes diretamente com o vendedor e ter certeza de que o preço cobrado é justo.

3. Visite o local

Como você deve saber, fotos bem tiradas podem fazer verdadeiros milagres. Para não cair em armadilhas e garantir que a compra do seu terreno seja um sucesso, não deixe de visitar o local! É preciso conferir se o que foi anunciado corresponde com a realidade.

Aliás, a visita ao local não serve apenas para identificar se a condição do terreno se parece mesmo com a anunciada, mas também para ter certeza de que a localização vale a pena. Verifique o entorno e, caso tenha a oportunidade, aproveite para conversar com a vizinhança. Veja se há atrativos próximos, como pontos de ônibus, mercados, padarias e escolas.

Principalmente para quem mora nos grandes centros, ter a possibilidade de morar em bairros em que o carro não é 100% necessário é realmente um diferencial. Também se informe a respeito da segurança da região. Se possível, visite o local em diversos horários e opte por ir sozinho algumas vezes, para que possa fazer sua própria análise, sem pressão do vendedor.

4. Analise a documentação

Se você gostou do preço e da localização, é hora de aprofundar ainda mais sua pesquisa, partindo para a parte burocrática. Vá até a prefeitura e verifique se o terreno está regular, se a área em que ele se encontra é de utilidade pública ou interesse social, a fim de evitar futuras desapropriações.

Além disso, busque certidões tributárias que confirmem que não há nenhuma dívida pendente de IPTU ou qualquer outra taxa. No cartório de imóveis, solicite uma certidão negativa de ônus e alienação que certifique a inexistência de pendências ou restrições, como usufruto ou hipoteca. Tire também a matrícula atualizada do lote para conferir o registro, o nome do proprietário e as medidas do terreno.

5. Pesquise sobre o proprietário

Para que a compra do seu terreno seja um bom negócio, a pesquisa não deve ser apenas sobre o bem em si, mas também a respeito do proprietário, viu? Na Justiça Estadual, Federal ou Trabalhista, é importante verificar se consta alguma ação no nome do dono do lote que possa oferecer riscos à compra. Ao se deparar com alguma informação ruim ou que o deixe desconfiado, consulte um advogado.

6. Verifique as características do terreno

Além do tamanho do terreno, é fundamental que você conheça outras características que podem influenciar diretamente em sua valorização. Confira as principais!

Topografia

A topografia do lote é de extrema importância no momento da compra. Se existir um aclive ou declive muito acentuado, os custos para nivelá-lo podem ser bem altos, o que causará um impacto financeiro negativo no momento da construção.

Dimensões

É essencial avaliar as dimensões do terreno antes de comprá-lo para ter certeza de que uma construção na propriedade não se tornará um problema. Tome cuidado especialmente com espaços muito alongados, angulares e disformes, que podem dificultar a construção de um imóvel padrão.

Clima

Assim como avaliamos se um apartamento recebe mais luz solar de manhã ou à tarde, devemos fazer o mesmo ao buscar um terreno! É importante pedir a orientação de especialistas para identificar como a área fica sob a exposição de sol, vento e chuva, condições importantes que podem afetar a construção.

7. Tenha calma

Cumprindo sua função, o vendedor está sempre dando leves pressionadas para conseguir alcançar seu objetivo. O que você tem que fazer é resistir. Não caia nesse jogo. Não compre nada por impulso ou por achar que é a última oportunidade disponível no mercado, ok? E uma ótima maneira de evitar esse ímpeto é fazendo uma boa pesquisa prévia. Então capriche!

8 provas de que investir em terrenos é um bom negócio

Você ainda está na dúvida se o investimento em terrenos é mesmo um bom negócio? Acompanhe os 8 motivos que listamos para ajudá-lo a se decidir!

1. Valorização

Principalmente quando localizados em áreas em crescimento, os terrenos costumam valorizar mais que casas ou apartamentos. Portanto, nunca deixe de avaliar o entorno! Se não estiver com pressa de construir, você também pode deixar o preço do terreno valorizando para revender quando achar que vale a pena.

2. Flexibilidade

Você pode investir em um terreno a fim de construir um imóvel para morar, alugar ou vender. Além disso, é possível esperar a valorização do próprio lote não construído para revendê-lo com uma boa margem de lucro.

Entenda: quando você adquire um terreno, você praticamente tem uma folha em branco em mãos. Pode construir uma casa ou um prédio, pode ainda, dependendo do tamanho, lotear e revender! Ainda não definiu a destinação do seu investimento? Sem problema! Com a compra de um terreno, as possibilidades são diversas. Basta avaliar a que trará maior rentabilidade para seu caso.

3. Personalização

Se sua intenção é adquirir um terreno para construir um imóvel, você terá uma liberdade de escolha infinitamente maior do que se optasse por uma casa já pronta. Afinal, ao construir um imóvel do zero, é possível elaborar um projeto totalmente personalizado, que atenda plenamente a suas necessidades e demandas.

Você pode, por exemplo, criar uma planta que aceite adaptações posteriores. Suponhamos que no momento da construção você ainda não tenha filhos. Com isso, planeja uma casa com 3 quartos: um para o casal, um para hóspedes e o outro para uma futura criança. Mas o que acontece se, mais para frente, a vontade de ter mais herdeiros aparece? Nesse caso, com a ajuda de um arquiteto, você pode planejar a planta do imóvel de uma maneira que permita a ampliação do projeto inicial. 

Mesmo se não for para você aproveitar essa flexibilidade, esse com certeza será um diferencial para quem adquirir a propriedade. Aliás, tem sido bastante comum que construtores desenvolvam plantas assim, que permitem adaptações por parte dos compradores. Quer tirar uma parede para ter uma sala mais espaçosa ou ter um quarto a mais? Sem problema! Tudo vai depender das necessidades e do gosto dos moradores.

4. Segurança

Investir em terrenos é um bom negócio porque traz segurança para seu patrimônio. Com um lote registrado em cartório e todos os impostos devidamente pagos, você dificilmente o perderá — ao contrário do que já aconteceu com alguns brasileiros no passado, com os ativos depositados na poupança.

5. Economia

Comprar um terreno pode representar uma boa economia, sabia? Pense só: a manutenção fixa de um lote é muito mais barata que a de uma construção já finalizada, uma vez que normalmente costuma incidir apenas o IPTU. Se você compra um apartamento na planta ou um imóvel já pronto, normalmente precisa arcar pelo menos com IPTU e condomínio.

Além disso, se pensarmos em relação à obra, o fato de ser você o responsável financeiro permitirá um controle melhor dos custos. É claro que essa não é uma tarefa fácil: é preciso organizar o fluxo de caixa, contratar bons prestadores de serviço e verificar o andamento do trabalho a todo momento. De toda forma, se você seguir os procedimentos corretamente, com certeza construirá um bom imóvel com um investimento bem menor que o necessário para a compra de um já pronto.

6. Qualidade

Outro ponto positivo da aquisição de um terreno para construir um imóvel é que, assim, você não troca gato por lebre. Não raro, vemos pessoas que compram apartamentos na planta ou até já prontos que, quando se mudam, precisam lidar com diversas dores de cabeça por causa de acabamentos feitos com materiais de qualidade duvidosa.

Se você vai construir para viver junto com sua família ali, certamente investirá em produtos de qualidade, que garantirão tranquilidade por um longo período. Por mais que a escolha do melhor material nem sempre seja o mais barato no curto prazo, a economia alcançada no longo prazo por não ter que precisar fazer reparos a todo instante certamente compensa o investimento.

7. Sustentabilidade

Se você constrói sua própria casa, consegue pensar em sustentabilidade desde o início, o que permite o uso de materiais e estratégias mais eficientes. Que tal aproveitar a iluminação natural, investir em energia solar e até reaproveitar as águas da chuva? Mesmo que seu intuito não seja a revenda, você vai sentir os benefícios dessas iniciativas no seu dia a dia, principalmente nas contas de consumo, como energia ou água.

8. Revenda

Geralmente, vender um terreno é mais fácil que vender um imóvel pronto. Essa condição é especialmente interessante para quem tem medo de passar por algum aperto financeiro ou até mesmo para quem não sabe se vai construir ou usar o terreno apenas para investimento, vendendo por um preço maior.

4 passos básicos para investir em terrenos

Se você se interessou em investir em terrenos, mas ainda não sabe como, fique tranquilo, porque vamos ajudar! Em primeiro lugar, saiba que a compra de um terreno exige basicamente o que qualquer outro investimento em bem imóvel exige: um bom planejamento.

1. Analise quanto você tem para investir

Caso você já esteja se preparando para essa compra, é necessário avaliar quanto você tem para investir. Esse valor é suficiente para comprar um terreno com as características que você deseja ou você precisará financiar alguma parte? Se ainda não tiver nenhum dinheiro guardado para o investimento, chegou o momento de organizar seu planejamento financeiro para alcançar esse objetivo.

2. Defina quanto quer guardar e em quanto tempo

Para definir quanto você quer guardar e em quanto tempo, trace uma meta realista levando em consideração quanto você ganha e quais são suas despesas fixas. Sobra pouco dinheiro no final do mês? Então chegou o momento de avaliar seus gastos e eliminar as despesas supérfluas que estão impedindo sua entrada no mundo dos investimentos.

3. Organize seu orçamento

Uma das maneiras de organizar seu orçamento para comprar um terreno à vista é entrando para um consórcio de imóveis. Antes de procurar uma administradora de confiança, porém, é bom ter uma ideia do valor do terreno que pretende adquirir, levando em conta tamanho, localização e infraestrutura.

4. Escolha a melhor opção de grupo para seu caso

Com essas informações em mãos e tendo encontrado a administradora certa, verifique as opções de grupos disponíveis e escolha aquele que melhor se encaixa na sua realidade. Aí é só assinar o contrato, começar a pagar as parcelas e esperar sua contemplação!

Como você viu, comprar um terreno é uma ótima oportunidade para quem almeja investir no longo prazo e construir seu patrimônio para garantir uma aposentadoria tranquila, por exemplo. Organize-se e comece a poupar dinheiro para conquistar esse sonho a partir de agora! Animado para pesquisar terrenos para comprar?

Agora que você já sabe que investir em terrenos é um bom negócio, não deixe de ler também nosso guia de construção da casa própria e aprenda tudo sobre o assunto!
Guia Da Construcao Da Casa Propria Crie Um Imovel Que Atenda Sua Demanda Banner Artigo Blog


Racon Blog

Por Racon Blog

Data Publicado em 11 de Outubro de 2018 | Atualizado em 27 Janeiro de 2020.

investir em terrenos é um bom negócio investir em terrenos é um bom negócio investir em terrenos investir em terrenos

As informações que constam nesse artigo podem sofrer atualizações sem aviso prévio.